segunda-feira, janeiro 30, 2012

Quer ser mais confiante?




QUER SER MAIS CONFIANTE, MAIS AVENTUREIRA, MAIS CRIATIVA? CONTINUE A LER...

As festas de final de ano foram ótimas: ajudaram a recarregar as energias e  a quebrar um pouco o padrão de trabalhar - comer - dormir no qual a gente se perde tão facilmente. Mas tb deixou mto claro que a gente teve mto pouco tempo pra nós mesmas. Fizemos uma lista de coisas q queremos melhorar - nossa auto confiança, criatividade, e por aí vai... e escrevemos tb como vamos fazer isso. Mas a gente aproveitou pra pegar umas dicas de uma revista inglesa pra deixar a coisa mais motivante, e queremos dividir com quem nos lê! Adoramos a participação e os comentários, vambora?
Repita comigo: nós podemos, nós podemos, nós podemos!

TORNE-SE UM VOLUNTÁRIO
Existe um número enorme de projetos q precisam de voluntários por aí. Nossos preferidos são aqueles q vc consegue atuar no seu próprio bairro ou cidade, onde fica fácil de ver q realmente pessoas estão sendo ajudadas. Vc pode procurar na internet e com certeza encontrará um lugar q precisa dos seus talentos. Estudos comprovam q quem ajuda os outros, ajuda mto a si mesmo. Pq não tentar? ;-) Espie: voluntariado e parceiros voluntários.
APROVEITE UM ESPAÇO CRIATIVO
Pq vc não tenta um curso q não tenha nada a ver com a sua profissão? Só de estar num lugar desses a gente acaba tendo idéias. E não precisa ser nada longo, não. Tem mtos lugares q oferecem cursos de final de semana, como corte e costura básicos, fotografia, culinária, reiki, massagem... Procure na sua cidade, mude de ares! 
SAIA DO CONFORTO E DESAFIE-SE
Já pensou em fazer um curso de filosofia ou meditação? Pq não experimentar? Mesmo q seja algo difícil ou não tenha nada q ver com a sua religião, pq não tentar ver as coisas de maneira diferente? A Fundação Getúlio Vargas tem cursos gratuitos online, até de finanças pessoais!
ESTEJA NO CONTROLE NO TRABALHO
Um das nossas inspirações é o Pete The Planner. Não só ele fala sobre finanças, como ele fala tb sobre carreira, e as dicas são sempre muito úteis. Vale a pena ler o post dele de hj, q caiu como uma luva pra mim, pq fala sobre trocar de emprego (pena q o desgraçado não publicou isso umas duas semanas atrás! =P)
SONHE ALTO
Presa num emprego/relacionamento/momento de vida? Faça um curso como o da Christine Kane! Ou assista uma palestra motivacional. Faça um curso sobre algo q vc ama, como costura, cozinha, marketing, psicologia, fuja da mesmice, prepare-se, conheça pessoas!


Beijos da Taís.

domingo, janeiro 29, 2012

Conformada?



Oi, amigos e amigas. Estou melhor. Mais conformada, acho.
Conversei com uma amiga e ela me contou q tinha se separado do marido e ficou 2 anos longe dele, até que um dia o encontrou no supermercado e quando percebeu tinha se atirado nos braços dele. Durante esses 2 anos, ele sempre demonstrou continuar a amá-la. Não sei bem pq ela achou q devia me contar isso, e q isso tinha a ver com a minha situação de trabalho. Pq eu contei que estava arrependida de ter trocado de emprego e ela disse que eu deveria voltar.
Mas a semana passou, eu li os comentários q deixaram aqui, e meio q me conformei. Tb tive uma "girls night" com umas amigas, que me ajudou a encarar a vida com leveza. Nada q boas risadas com as amigas não ajude a aliviar, né? Pena q a mana não tava junto.
Qto ao trabalho, me coloquei numa situação bem difícil: se eu saio de onde estou, vou me queimar na cidade, pq eles tavam precisando mto de alguém pra substituir uma moça q vai se mudar pra outra cidade, bem longe daqui. E eu disse q topava, e então agora ela tá saindo e se eu sair tb, sobra um monte de trabalho pra quem tá ali e não sabe fazer esse trabalho.
E voltando, perdi qq poder de barganha q teria com meu agora ex-chefe e, provavelmente, nunca mais ele me daria aumento na minha vida.
Fiquei meio encurralada, por minha própria escolha. Pensei tb q talvez eu tenha mesmo q encarar isso como um desafio, tentar fazer meu melhor e procurar outra coisa (além de ir levando adiante a idéia do Café com a mana). Acho q, no fundo, ou nem tanto, o q eu quero é mudar de profissão, ir fazer outra coisa. Acho q é isso q me incomoda mesmo.



Mas essa semana tive bastante apoio, da mana, do namorado, das amigas daqui e do blog tb. Foi mto importante e me ajudou a passar a semana. Pq eu tava mal, mesmo. Mal q liguei pra minha terapeuta, q eu não ia há mais de 2 anos, e pedi pra marcar um horário... ela deve ter ficado meio apavorada comigo, pq me disse q estava de férias e só ia poder me atender na outra semana, mas q se fosse urgente eu devia procurar uma emergência de hospital e pedir um psiquiatra! Eu disse q não era pra tanto... rsrsrsrsrs Só imaginem q minha voz no telefone pra ela ter me sugerido isso!
Então essa semana eu volto pra terapia! Um dos objetivos desde q o blog começou. Demorou, mas parece q vou voltar. Só com terapia pra enfrentar essa transição. E, bom, fazia tempo q eu tava querendo voltar, mas não tinha dinheiro. Ao menos o novo trabalho vai me proporcionar isso. E agora tb vou ter dinheiro pra uma academia, então tô tentando ver as coisas por esse lado, de q vou ter dinheiro pra fazer essas coisas q quero fazer há tempo e não tava fazendo por total falta de condições.
A verdade é q não quero ficar mto tempo por esse trabalho novo, não. Então quero juntar dinheiros, e ir mesmo atrás de outra coisa pra fazer.
Obrigada pelos comentários carinhosos!

Um beijo da Taís.

sexta-feira, janeiro 27, 2012

Eu ou Ele? O que houve com o "Nós"?



Há dois dias sem o namorido em casa. Ele foi viajar a trabalho. Deve voltar hj no fim da tarde.
Nem deu pra sentir saudade ainda. Uma saudadinha bem pequeninha, no máximo. Mas acho que isso é normal, afinal, a gente mora junto.
Anormais foram outros sentimentos que me surgiram nesses dias.
No primeiro dia de manhã, logo depois que ele saiu. Inventei uma roupa diferente, coloquei um salto, maquiagem, cabelinho mto arrumado. Até aí, tudo bem. Me arrumar mais estava nos planos.



No segundo dia, levantei me sentindo leve e alegre. Coloquei novamente uma roupa bonita, salto, maquiagem. Ao meio-dia, cheguei em casa com vontade de cozinhar. Vi meu seriadinho preferido (Pretty Little Liars, Fê Koch). Amei as unhas de uma das personagens. Pensei em fazer igual a noite.Marquei com a minha amiga de tomar banho de piscina na casa dela e, no fim da tarde, enqto tomávamos sol, estava pensando em fazer uma escova no cabelo, ler um livro e em quantas outras coisas mais eu ia fazer a noite.



Sabe o que tudo isso significa? Estava me sentindo estranhamente LIVRE. Quase solteira de novo.
Não que ele me prenda. Mas eu fico sempre planejando coisas em função dele. Sei que isso é errado, mas não consigo evitar. Sempre fico pensando no que ele vai achar, se ele vai gostar, do meu seriado, da minha roupa, do meu cabelo, da minha atitude. Talvez tenha me perdido um pouco de mim mesma nesse trajeto.
Não por mal, apenas por inexperiência.
Ontem, pintei as unhas e logo depois tirei o esmalte.Talvez aquilo fosse demais pro namorido.
Hj, pintei de novo da mesma cor. Quer saber? Se é demais pra ele ou não, eu não sei, mas era o que eu queria fazer.
Às vezes eu fico pensando se não é isso que tem nos faltado... Eu ser eu mesma. Mas daí me lembro que passei a me comportar dessa forma justamente pra me adequar a ele. Meu comportamento e minhas opiniões eram demais pra ele. Causavam mto conflito. E olha que eu não tenho comportamentos inadequados, vergonhosos, liberais demais. Eu apenas sou uma mulher pra frente. Eu penso. E na maioria das vezes, tenho um pensamento mais moderno que o dele.( áureos tempos em que concordávamos em tudo... e olha que nem faz tanto tempo assim).
E eu fico pensando nessa contradição. Ele se apaixonou por mim, qdo eu era eu mesma. Depois, isso passou a não servir mais. Mas, agora que eu faço mto mais o que ele quer (só discordo se for realmente mto importante), parece que também não está servindo. Os conflitos terminaram, mas entramos na geladeira...



Me vem na cabeça aquela velha ladainha de que homem não gosta de mulher que pensa. Ou melhor, até gosta. Tem um tesão danado nela, mas só pra comer de vez em quando. Pra casar, eles querem as "bonecas infláveis", aquelas que só fazem o que eles querem. Afinal, quem aguenta uma mulher inteligente questionando o tempo todo e até tendo razão? É mais fácil uma burrinha que eles comem pensando na mulher inteligente (que não está ali pra dar opinião sobre o desempenho dele na transa).
É horrível, mas me parece ter tanto sentido. Mas é a única coisa que explica o inverno gelado que se abateu sobre a minha casa.
Sim, eu já tentei conversar. A cada conversa, ele vai ficando mais fechado e mais distante. Desisti.
Minha terapeuta sugeriu terapia de casal... Choquei! Menos de um ano juntos e já vamos pra terapia de casal? É um atestado de total incompetência na comunicação por parte de ambos. Sem falar que eu tenho certeza que ele detestaria admitir isso e se ofenderia até com a sugestão disso.
E eu acho que ele teria razão em se ofender. É PÉSSIMO!
A mana diz que talvez ele ouvisse vindo da boca de outra pessoa. Mas eu queria que a primeira pessoa que ele ouvisse fosse eu. Não sei se eu quero abrir mão disso.
Não sei se eu quero isso pra minha vida: medo de conflitos, escolhendo as palavras, a melhor hora pra conversar. Meu Deus, quanta frescura.  Depois dizem que as mulheres é que são frescas.
Eu quero ser natural, ser espontânea e ser amada por isso ou apesar disso. Quero gritar qdo eu tenho vontade. Quero ter o direito de chorar e de sentir raiva, às vezes, sem que isso vire uma guerra.
Quero paixão, quero intensidade de sentimento. Não quero ser o Sr. e Sra Smith no início do filme.
Não acho que isso seja pedir demais.



E o pior: na maior parte do tempo, isso sequer me atinge. Me atinge só qdo ele chega em casa. No resto do tempo, estou bem. E eu não deveria estar mal pq meu relacionamento está estranho?

Tenho pensado em terminar. Minha terapeuta diz que não é a hora. Que eu devo ter paciência com ele... Confesso que tá difícil. Mas se tiver que terminar, vou refletir mto bem sobre o assunto. Não vou tomar nenhuma atitude precipitada.

Mas estou frustrada. Não consigo evitar.

Desculpem o desabafo.
Beijinhos,
Paula

quarta-feira, janeiro 25, 2012

Pensamento positivo!



Eu e a mana somos gêmeas, mas não somos iguais.

Com relação ao que tanto tem incomodado ela, eu sou mais prática. Trabalho por dinheiro mesmo. Sempre foi assim. Mesmo que desenvolva relações de amizade, lealdade no trabalho, eu penso que o trabalho é, em primeiro lugar, pra gente conseguir nosso sustento. Não que as outras coisas não sejam importantes, mas, pra ser bom, o trabalho precisa prover todas as minhas necessidades financeiras ou, ao menos, ter possibilidade de fazer isso no futuro (não acho feio começar de baixo).
Eu tenho minha lojinha e confesso que só não morro de amores por ela exatamente por causa disso: o lucro não é suficiente.Uma lojinha como a minha foi tudo que eu sempre sonhei.



Como diz a Christine Kane, a vida é feita de objetivos. A gente alcança um, fica feliz por um tempo e logo já inventa outro. Pq "a felicidade está no caminho", já ouvi dizerem por aí. Se a gente estivesse plenamente feliz no trabalho e ganhando bem, logo inventaríamos algum outro objetivo que nos ocupasse. O planejamento, a concretização de cada uma das etapas da realização do nosso sonho é o que nos faz feliz no dia-a-dia.

Meu sonho já foi a minha lojinha. Hj talvez seja o nosso café.

Eu digo pra mana (e sinceramente não sei se estou certa) que a felicidade depende mto do nosso ponto de vista sobre as coisas. Aceitar o que não podemos mudar e nos acostumar com isso. Tentar ser feliz com o que temos. Olhar as coisas pelo lado bom (polyanna feelings... hehehehe).



É difícil? Lógico que é. Eu tb tenho dias que quero mandar tudo longe. Uns dias são mais difíceis do que outros. Mas não há nada que a gente possa fazer quanto a isso.

No mesmo artigo, a Christine Kane cita uma técnica para aprender a lidar com os desafios da vida. Ela acha que devemos sorrir diante das dificuldades, pq, desse modo, o corpo as encararia como coisas boas, não teria medo e poderíamos encará-las mais tranquilamente. Segundo ela, um sorriso sincero muda tudo.



Eu não sei se funciona, mas sabe que só de ler isso, já dei um sorriso? Talvez o sorriso seja mesmo poderoso. E ele é tb contagiante tanto quanto o bocejo. Vc não consegue ver alguém sorrindo sinceramente pra vc e não devolver outro, ainda que não seja tão sincero...

Acho que vai ser bem legal tentar essa tática dela.

Hj, eu fiz um pouco disso. Ando meio sem grana pra comprar roupas, então, inspirada nas meninas do Occupy the Wardrobe, vasculhei os fundos do guarda roupa e achei uma saia que nunca tinha usado. Joguei com uma básica branca, uma sandalia de salto, um colar e fui trabalhar. Todo mundo elogiou o look. Não posto aqui por motivos que a mana já explicou antes.

De resto, to seguindo meus planos de economia. Tentando estudar e cumprir as metas do nosso projeto adiante.

Hj, foi o dia de cozinhar. Fiz o prato preferido da minha filha: arroz com galinha. Não segui receita nenhuma e ficou mto bom. Só errei no sal, como sempre. Nada que uma pitada de sal depois não resolvesse. Minha filha adorou e é isso que importa.

E vc? Conhece e joga "o jogo do contente" (olhar as coisas pelo lado bom)? Como vc dribla os problemas no trabalho? E na vida?

Beijinhos,
Paula


Dinheiro x Bem-Estar emocional



Sei q pareço uma louca. 1o escrevo um post toda feliz, contando as novidades: novo emprego, morar junto com o namorado... 
Depois, no 1o dia do emprego novo/velho, vem um drama digno de novela mexicana. 
Hj é o 3o dia e continuo me sentindo péssima. Tão péssima, q mesmo sem ter recebido ainda liguei pra minha antiga terapeuta e pedi pra ela conseguir um horário pra mim. 



Ela ainda não me deu retorno. A mana só me diz q eu tenho q ser forte, q preciso aguentar, me pergunta quais os motivos, e é difícil explicar. 
Talvez eu simplesmente devesse ter sentado, com calma, e feito uma lista de prós e contras de onde eu estava antes e desse lugar onde estou agora. 
Pra ter tomado uma decisão mais racional, e não simplesmente baseada na mágoa do meu agora ex-chefe ter pechinchado aumentar meu salário... pq no final ele topou o aumento e disse q ia estudar os outros benefícios q eu tinha. 
Mamãe diz q não há lugar perfeito. Onde eu estava, certamente não era perfeito, mas eu me sentia BEM! E agora me sinto MAL! 
Só q me pus numa situação ruim, pq se saio daqui agora, queimo meu filme pra todo sempre (talvez eu não devesse me importar com isso, não sei). 
E se volto, perdi a chance de barganha com meu ex-chefe. Ou seja: ele vai me pagar o aumento, eu sei, mas depois disso provavelmente nunca mais me aumenta. Se é q já não contratou outra pessoa. 
Mas a vontade q eu tô é de voltar correndo, ajoelhar e pedir perdão. 
Preciso me explicar. Eu já falei aqui da depressão q eu tive. 
Na época em q trabalhei onde estou agora, eu ainda estava super deprimida, voltava pra casa chorando tdos os dias, e foi bastante difícil ter a mana longe de mim nesse período. Ela tinha q me aturar em longas sessões de choradeira via msn, quase tdos os dias. 
Aí saí e fui trabalhar nesse outro lugar, onde me senti acolhida, principalmente pq não tinha tanto trabalho, nem responsabilidade. 
Foi como um rehab, me ajudou mesmo a melhorar, embora o salário fosse péssimo. 
Fiquei pouco mais de ano no lugar e, claro, melhorando, fui tendo mais trabalho e responsabilidades, e sei q sou boa funcionária. Na verdade, mto boa, sem falsa modéstia. 
Então talvez por isso tenha me magoado tanto o fato do meu agora ex-chefe ter pechinchado comigo e ter tentado fazer chantagem emocional. Mas talvez eu tenha levado isso pra um extremo. 
Eu pensei tb q como eu estava mega deprê qdo tinha trabalho aqui da 1a vez pudesse ter interferido no meu julgamento, q talvez não fosse tão ruim qto eu achava, q não custava dar mais uma chance, considerando q meu atual chefe tinha demonstrado valorizar meu trabalho. 
Mas aí já no 1o dia aqui eu tava me sentindo mal, mal, como se tivesse vendido minha alma ao diabo. 
Talvez seja coisa de cidade do interior, o fato deles aqui serem ricos e meio prepotentes, e eu fico me sentindo inferiorizada. É bem difícil explicar. Mas estou escrevendo pra ver se me sinto melhor. 
Se vc me perguntar, não, ninguém me tratou mal. Mas é o ar de superioridade deles... e o fato de tdo aqui ser meio velho, deles serem ricos e avarentos... E de terem umas condutas q eu acho um pouco amorais, pra não dizer outra coisa. Não chega a ser nada ilegal (assim eu acho e espero), mas tem coisas q eu acho q conduzem de maneira torta. 
Eu deveria simplesmente fazer meu trabalho, não é? Só q eu vejo as coisas e me incomodo. 



Seria mto bom se eu fosse como os outros q estão aqui, aparentemente apenas preocupados em cumprir seus horários, fazer o q tem pra fazer... 
Sei q tenho q me concentrar no plano de abrir o café com a mana. Tenho q colocar minhas energias nisso. 
Só q eu entro numa espiral de pânico e pensamentos horríveis, q me arrasa. Fico sem ação, sem vontade de comer (em 3 dias, emagreci 400g. Lado bom? rsrsrsrs), e tenho enorme dificuldade de não querer sair correndo. 
F... q com esse calor não dá nem pra me jogar nos braços do namorado direito, pq a gente fica suando! rsrsrsrs 
Olha, até melhorou um pouco meu humor dividir essas coisas com vcs. 
Obrigada pela força nos comentários do post anterior, eu tô precisando bastante. 
Sei q tem gente q atura trabalhos e ambientes bem piores. Talvez as coisas se ajeitem. 

E vc? Tá satisfeito com seu trabalho? 

Beijos da Taís.

terça-feira, janeiro 24, 2012

Plano B!



Como a mana, vou recapitular os objetivos:

Corpo
- exercícios;
- emagrecer 10 Kg;
- cuidar da minha pele;
- aprender a me maquiar;
dentista e aparelho nos dentes;

Mente
- Conhecer lugares diferentes;
tirar minha Carteira de Motorista;
- dieta financeira;
- cozinhar uma receita nova por semana;
- Escrever meu TCC da pós;
- cuidar do sono da minha filha;

Espírito
- tirar um tempinho pra mim toda a semana;
- parar de postergar as coisas;
- dizer NÃO mais vezes;
- melhorar minha auto-estima;
- cuidar mais da aparência.


É, acho que tô indo melhor que na primeira fase.
Isso tem a ver tb com a escolha dos objetivos. Menos coisas a fazer, mais atitudes concretas a tomar. Assim fica mais fácil de perceber os resultados.

Além dos objetivos cumpridos (Carteira de Motorista e dentista), emagreci 3 quilos (dos 10 que eu queria) e estou fazendo um tratamento de pele com um dermatologista. Não vou considerar um objetivo cumprido até fazer os peelings que ele me indicou, mas, na realidade, o objetivo era cuidar da pele e isso eu estou fazendo.



Como vcs sabem, tenho cozinhado bastante. Nem sempre dá pra publicar fotos e receitas no blog, mas, se os seis meses acabassem hj, dava pra considerar como um objetivo cumprido. A dieta financeira começa dia primeiro.
Cuidei do sono da minha filha levando ela na psico. Não adiantou mto até agora. Depois do tempo que ela passou na casa do pai, voltou totalmente desregulada. Nessa primeira noite em casa, ela passou praticamente a noite toda acordada vendo tv. As 4:15, ela tava dormindo no sofá. Levei ela pra cama e ela acordou. Voltou pra TV. Eu deixei pq precisava dormir, mas hj... Vou ter que tentar algo diferente, Ainda não sei o que, mas tenho que tentar outra coisa.

Nesses seis meses, viajei pouco e normalmente pra lugares conhecidos. Só nesse fim de semana conheci um lugar diferente. Quem sabe nos próximos dois meses...

TCC???? Hã... Hummm...

Os objetivos do espírito vão bem. Não me incomodo mais com a questão de não saber dizer não. E não postergo a maior parte das coisas. Acho que fui internalizando isso.

Melhorar a autoestima faz parte de todo um processo com ajuda da minha terapeuta.Não considero cumprido. Acho que falta bastante ainda. No final da semana passada, tivemos uma consulta de 1 hora e 20. Entendi boa parte da minha tristeza da semana passada e ela praticamente sumiu. Estou mto mais animada agora.


Plano B:

Mais animada ainda com a ideia do nosso café, né, mana?
Meu namorido tem uma filosofia de que todo mundo deve ter um plano B financeiro: outra fonte de renda! Ainda que, de início, não dê mto dinheiro ou que vc não esteja de fato precisando e guarde todo o lucro numa poupança. Essa outra fonte de renda é pra prevenir um possível imprevisto, tipo perder o emprego, quebrar uma perna e não poder trabalhar ou quebrar o seu pequeno negócio.

Eu acho que ele tem toda a razão. Principalmente, se considerarmos que nós dois somos donos do nosso próprio negócio. Cada um com o seu, mas mesmo assim. Nós somos um casal independente um do outro e pretendemos continuar assim. Nossos planos B tb serão diferentes. Ele já definiu o dele. O meu vai ser o café com a mana.(não quero deixar minha lojinha pelo café, pelo menos, no inicio).



Estou mto contente com esse desafio. Gostaria de ter mais tempo pra fazer tudo que é preciso pra ver nosso sonho juntas virar realidade.

Mas, pra isso, vamos precisar de dinheiro e, por isso, é mto importante que a mana tenha paciência com o emprego novo. Que tal vcs mandarem msgs de incentivo no post abaixo? Ou nesse se ficar mais fácil.

Vamos lá, mana, não desanime!!!

Beijinhos,
Paula

Dinheiro é ou não é tudo?



Bom dia! 
Estou tentando manter o bom humor. 
Meu primeiro dia no novo/veho trabalho não foi dos melhores. 



É difícil explicar, mas o ambiente aqui me oprime. 
É bem diferente de onde eu estava trabalhando, onde o clima é descontraído e ninguém fica policiando o trabalho de ninguém. 
Estou tentando pensar no aumento e no fato de que meu agora ex-chefe pechinchou comigo (eu fiquei bastante magoada pq me senti desvalorizada), mas ontem foi difícil. 
E não é que alguém tenha me tratado mal, nada disso. 
Sei q meu agora novo/velho chefe gosta bastante de mim e do meu trabalho e tem pessoas novas trabalhando aqui q parecem mto legais. 
Mas é q eu e a mana somos meio gringas, gostamos de rir e conversar e aqui o povo é meu alemão: sério, sisudo, tdo mundo fala baixo, começa o trabalho mais cedo... 
Sei q tem gente q atura trabalhos e ambientes piores, mas pra mim é bastante difícil. 
Fora q aqui tenho mto mais trabalho a fazer do q no emprego anterior. 
A mana tentou dar uma força e agora estamos com a idéia de termos nosso próprio negócio. A mana já tem a experiência da lojinha e a gente quer se mudar pra outra cidade e abrir um café. 



A mana já tem até um plano de ação e estamos tendo idéias de como seria isso e o q precisamos fazer. É uma coisa q pensamos há tempos e nunca colocamos em prática, mas talvez tenha chegado a hora. 
Se alguém tem experiência com um negócio próprio e quiser nos ajudar, toda ajuda/sugestão/dica/comentário é benvinda! 
Só assim pra eu poder passar mais dias por aqui. 
Dinheiro nem sempre é tdo... talvez, vcs podem dizer, qdo eu receber meu novo salário eu fique mais feliz. Sim, é possível. Mas é uma felicidade momentânea. Pq depois vc tem q trabalhar e aguentar tdas as coisas do dia-a-dia...
Vou tentar economizar ao máximo meu dinheiro, quitar todas as minhas dívidas e contas, tudo em prol do nossa café! Nosso Café, mana! 

Pelo menos o findi foi lindo, fomos pra umas cachoeiras, eu e a mana e os namorados/namoridos e tivemos um ótimo dia. E a sobrinha cada dia mais linda e mais alta! rsrsrsrs 
E vc? Acha q dinheiro é tdo? Prefere ganhar menos e se divertir mais? Tem dicas de negócio? Tem experiências pra compartilhar com a gente? Conta tudo! Queremos saber! 

Beijos da Taís.

segunda-feira, janeiro 23, 2012

1 mês e 3 semanas para o final da 2a fase



Ui, falta pouco! Então vamos recapitular os objetivos da 2a fase:

Objetivos da Taís
  • Aprender a fazer minhas sobrancelhas
  • Ir trabalhar sempre maquiada
  • Emagrecer 8 quilos de maneira saudável
  • Fazer exercícios 3x na semana
  • Dormir e acordar mais cedo
  • Melhorar minha alimentação, comer mais frutas
  • Viajar
  • Voltar a fazer terapia, ao menos 1x na semana
  • Aprender algum tipo de craft, como quadros decorativos
  • Jogar coisas que me prendem ao passado fora, reciclar, doar, vender...
  • Parar de me autosabotar
  • Meditar ao menos 5 min, todos os dias
  • Deixar minha casa com a minha cara (decorar de algum jeito...)
  • Ler a bibliografia da minha pós
  • Estudar ao menos 30 min todos os dias
  • Fazer uma dieta financeira
  • Ganhar dinheiro com o blog
  • Terminar o livro


Dessa vez acho que não fui tão bem sucedida qto a mana. Fora a minha viagem, o q eu venho cumprindo com fé é ir trabalhar maquiada. De resto, não voltei pra terapia, não li nada pra minha pós, não estudei, não meditei... =/

Qto à dieta eu agora estou seguindo a dieta SEM. Sim, eu fico com fome, mas tem sido tranquilo pq eu posso comer o q eu quiser. Acho bem mais fácil. Me pesei ontem e estou com 68,85kg. Qdo começamos o projeto eu estava com 73kg. 5 kg em quase um ano. Bem devagarinho. Mas acho melhor assim, pq aí é mais fácil de manter. Continuo mantendo meu diário alimentar, o q eu acho q ajuda bastante a mudar a alimentação.

Pelo menos a dieta financeira tá engrenando. Quero terminar 2012 com uma poupança gordinha.

Hj começo no meu novo velho trabalho. Não queria ficar nervosa, mas não consigo evitar. Sempre fui assim, sempre fiquei nervosa antes de viagem, 1o dia de aula... Estou tentando voltar a meditar pra controlar essa ansiedade. Não gosto de ansiedade e nervosismo. Me faz mto mal fisicamente. Fico enjoada e sinto mal estar.

O final de semana foi delícia, junto com o namorado, a mana e o cunhado. Nos divertimos bastante pelo interior afora. Fizemos uma mini viagem pra um lugar bem legal e, mesmo com o calor, tava mto bom. Desculpem q a gente não compartilha mtos detalhes nem mtas fotos das coisas q a gente faz, nosso objetivo é manter bastante nossa privacidade pra poder dividir melhor nossos "segredinhos" por aqui.

Lembram q eu disse q hj eu ia começar os desafios de 30 dias? Então, tô começando hj! Agora vai ter post novo tdo dia por 30 dias. E tô indo lá tomar um café da manhã antes de sair.

E vc? Quer começar alguma coisa tb? Marca uma data e começa!

Beijos da Taís.

quinta-feira, janeiro 19, 2012

Boas notícias!



Tá, eu ainda tô tentando espantar a tristezas e resolver os fantasmas, mas, enqto isso, eu continuo fazendo meu regime. Estou no 4º dia sem nenhum deslize.
Só que eu sou meio "atravessada" como diz meu namorido. Não me pesei antes de começar o regime. Fui me pesar só hj. Mas em três dias não acho que tenha perdido peso ainda, né?
Então, foi com felicidade que olhei o meu peso na balança hj: 66 Kg. TRÊS kg a menos que no início!!!! Claro que esses 3 kg foram perdidos com a ajuda da sibutramina, mas isso significa que, mesmo depois de parar, não engordei tudo de novo. E isso é ótimo!!! Me deixou bem mais animadinha ver aquela barrinha lá de baixo se mexendo. :)
3 kg a menos!!!!



Só falta mais oito pra atingir mais um objetivo da minha nossa segunda fase.

De resto, ainda tenho tido probleminhas pra dormir. E praticamente não tenho tomado mais café. Acho que é psicológico mesmo, gurias. Nada de sobrenatural. Só a cabeça pesando com todas as lembranças da vida da gente. Pq antigamente só os bem velhos tinham mtas histórias pra contar, mas, agora, uma pessoa com 30 anos já tem tanta bagagem pra carregar. Preciso me livrar dessas bagagens e ficar mais leve pra começar de novo.



As coisas ruins do passado ficam assombrando minha mente e dizendo que as coisas boas e novas que eu tenho hj não são reais ou que vão acabar logo. E isso vai criando um monte de pensamentos negativos, o que torna tudo ainda pior. É essa corrente que eu tenho que quebrar.

Comecei o diário e marquei hora com a minha terapeuta (não ía há algum tempo já). E recebi umas indicações de livros e vídeo da amiga Fernanda Koch que tem me motivado bastante, mas tudo é um processo. Devagar, vou seguindo em frente.

Ontem, não fiz minha meta profissional.  Tinha que fazer minhas unhas. :) Eu mesma fiz mão e pé. Não ficou aquela maravilha... mas ficou bom. E fazer as unhas era bom pra mim naquele momento. Deixa a gente bonita, levanta a auto-estima e ainda dá um tempinho pra pensar na vida. hehehe

Ontem foi dia de 101 coisas: Fazer pé e mão (16 e 23), olhamos umas casas pra comprar (26) e de cumprir objetivos da segunda fase: melhorar minha autoestima e cuidar da minha aparência. Além disso, ainda tratei de encaminhar a dieta financeira: Cancelei um dos meus celulares e uma assinatura de revista. Uma economia de cem reais em apenas dois telefonemas.

Se tudo na vida fosse tão fácil, seria ótimo...

Não é, mas vai ficar. Nada que um fim de semana com a mana e a filhota não resolva ;)

E vc? O que de bom tem te acontecido? Economizando? Emagrecendo? Projetos novos?
Beijinhos,
Paula

terça-feira, janeiro 17, 2012

Dietas e dietas... tem dieta emocional tb?



Sim, os planos vão bem, obrigada.
O plano de emergência está indo bem tb. A não ser pelo fato de que ainda não achei nenhum curso pra fazer fora de trabalho.
A dieta financeira ainda nem começou.
Estou no segundo dia de dieta alimentar SEM NENHUM DESLIZE.



A novidade é que resolvi parar com todas as tentativas de novas dietas e seguir uma que dá sempre certo. Pq eu como várias vezes por dia e bastante, mas emagreço e não passo fome. Eu fiz ela no início do ano passado, antes de ficar doente e tava funcionando. Pra quem se lembra, eu cheguei a perder 4 quilos. O cardápio está aqui nos documentos que compartilhamos : dieta da Paula dada pela nutricionista.
Agora, vai!

Parece tudo ótimo, mas alguma coisa dentro de mim... não tá legal.
Talvez eu tivesse que seguir o conselho da mana e procurar um psiquiatra, tomar uns remédios, sei lá.
Tem alguma tristeza crescendo dentro do meu peito, choro por qq coisa, não tenho nenhuma paciência com nada, nem com ninguém. Não me irrito, só fico "away", qdo me desinteresso por alguma coisa, ou por alguma conversa.



E mto Coldplay no som. No último volume. É só o que melhora.

E falta-me o sono ainda. Sem o café, durmo um pouco melhor, mas continuo ligadíssima de noite e com o sono mto leve. Cedo já estou quase sem sono, mas ainda fico na cama, tentando que ele volte.

Acho que vou fazer o diário que a mana falou. Pra tentar liberar os fantasmas e deixar meu coraçãozinho mais leve. Eu fico guardando ele no porão do meu peito e, às vezes, eles se soltam e ficam me atormentando.

Mas o importante é seguir.



No fim da tarde, fui tomar um banho de piscina na casa de uma amiga e o sol e a água já fizeram um bom milagre por mim. Nada que um colinho de namorido tb não ajudasse.

Agora é torcer por uma boa noite de sono.

E vc? Como está sua vida? Conte pra gente tb.

Beijinhos,
Paula

O Poder do Dinheiro



contei pra vcs q vou ganhar mais, né? Tô super feliz com isso e nem comecei a trabalhar ainda! rsrsrsrs Continuo mais uma semana aqui no emprego antigo e depois vou pro novo.

Mas essa coisa de ganhar mais já mexeu com a minha cabeça e eu já tava pensando em comprar mil coisas! Vendo esses sites de cosméticos e pensando em comprar esmaltes, e coisinhas, e roupas... Ontem passei a tarde toda fazendo isso (com um pouco de trabalho no meio).

Daí fiquei pensando q eu tava vendo um monte de futilidade e nem parei pra pensar quais são as coisas q eu realmente preciso. Pq tem coisas q eu preciso, como umas panelas melhores, uma cama melhor... roupas tb... mas eu preciso ver o q tá fazendo falta de verdade, e não sair gastando pela internet afora como se não houvesse amanhã (cartão de crédito, esse perigo!).

E isso q nem ganhei meu aumento ainda! E isso q eu já tinha feito a lista dos cosméticos q eu tenho e decidido não comprar mais enqto não fosse necessário. E eu e a mana estamos bem decididas a cumprir essa nossa dieta financeira, pq eu ainda tenho dívidas pra quitar.

Eu sei q preciso comprar algumas roupas, mas preciso ver o q eu ... preciso! rsrsrsrs A mana escreveu aqui sobre isso e acho q vou usar as dicas dela pra ver o q tá mesmo fazendo falta no meu armário.

Fiquei pensando sobre o poder q o dinheiro (e possivelmente a mídia que instiga o consumo) tem sobre a gente. Um aumento e eu já quero sair gastando feito doida! Ainda bem q eu parei pra pensar antes de gastar (e acho q o mesmo vale pra enfiar o pé na jaca com comida) e resolvi q vou organizar meu armário pra ver q roupas eu tenho mesmo q comprar, além de ver quais contas tem q ser pagas antes de eu poder comprar alguma coisa e tb ver o q eu preciso na minha casa e como vou fazer pra adquirir.

E tb tenho q fazer uma poupança, né? A gente não pode viver só do hj! rsrsrsrs

E vc? Pára pra pensar ou sai gastando tdo q ganha?

Beijos da Taís.

segunda-feira, janeiro 16, 2012

Dieta Financeira ou Reeducação Financeira



Nesse post aqui falamos sobre nosso plano de fazer uma dieta financeira. Pretendíamos iniciar em novembro e no fim o tempo passou, o ano de 2011 acabou e nada dessa dieta. Mas, é um dos principais objetivos e temos q levar adiante. Então aqui vai o q temos feito nesse sentido até agora:

Taís

Eu continuo mantendo a planilha de controle de gastos diária atualizada. Como disse nesse post aqui, eu  agora em janeiro eu ia analisar todas as planilhas q eu tenho, desde agosto de 2011 (fui conferir e não fiz em julho). A partir daí, vou ter uma idéia melhor de como gasto (e tb de qto gasto).

Bom, fiz isso ontem. Meu maior gasto foi com supermercado, depois com "outros" e depois com almoço. Embora eu almoce em casa mtas vezes, tb acabo comendo fora, e foi meu 3o maior gasto. Aí fui ver o q eram esses "outros" q me fizeram gastar: salão de beleza, papelaria, café (bom, agora q eu só tomo 1 café por dia, de manhã, o gasto vai diminuir bastante), lanchinhos, compra de cosméticos... Acho q tem algo errado aí. Mas me deu a idéia de melhorar a planilha, incluindo categorias específicas pra essas coisas.

Qto ao supermercado, a mana comentou comigo e acho q ela tem tda razão: fazer rancho é a melhor maneira de economizar. O problema é q morando com a minha prima a gente só dividia gastos com produtos de limpeza e eu acabava indo mtas vezes no supermercado, comprando as coisas pingadinho. Agora q vou morar com o namorado podemos nos organizar pra fazer rancho e ir no supermercado só de vez em qdo pra comprar perecíveis. Ou irmos na feira q tem aqui pra comprar verduras e coisas assim.

Eu e a mana resolvemos fixar metas pra dieta: um percentual mínimo de dinheiro poupado por mês, e também "alimentos proibidos": eu disse q não ia mais comprar cosméticos enqto os meus não acabassem (item 62 da minha lista de 101 coisas), mas deslizei e comprei uns esmaltes novos e tb uns sabonetes em dezembro/2011... =/ Então agora vou cumprir a risca o objetivo e não vou comprar NADA. Desde 1o de janeiro não comprei nada, nada, nada dessas coisas, juro!

Mas tem outra coisa: na planilha de gastos eu não anoto gastos do cartão de crédito. Então vou ter q pegar minhas faturas de 2011 pra analisar no q eu gastei no crédito. Aí sim vou poder ter uma real idéia de onde foi meu dinheiro.

Quero tentar economizar 10% do meu salário todo mês. Tô pensando se não vale a pena abrir uma conta poupança na Caixa Federal, ou no banco Postal. Meu namorado provavelmente vai me dizer q não vale a pena, mas eu queria ter uma conta separada. Pq no banco onde eu tenho conta, a conta-corrente é vinculada com a poupança, e se por algum motivo não tenho saldo na conta-corrente, automaticamente o dinheiro sai da poupança pra cobrir a falta de saldo. Claro, vcs podem dizer: não deixe a conta no vermelho! Mas às vzs acontece e qdo eu vejo: lá se foi minha poupança! Vou conversar sobre isso com ele, pq ele estuda economia e sabe tdo dessas questões.

Outra coisa q tenho q fazer - e a mana já fez - é adaptar aquele gráfico do Pete The Planner pra dividir o orçamento. Tenho q fixar os percentuais máximos de gastos pras categorias. Eu não falo desses gurus brasileiros de finanças como o Gustavo Cerbasi, pq eu li o livro dele "Mais Tempo, Mais Dinheiro" e achei super ruim. Não dá dicas práticas, ele fica só falando dele mesmo (como ele é inteligente e rico blá blá blá) e fica tentando vender o sistema q ele inventou q supostamente ajuda a ter mais tempo e mais dinheiro. Não gostei. Acho as dicas do Pete The Planner mto mais diretas, simples e eficientes.

E lembram daquele post em q respondemos as perguntas do Pete e escrevemos nossas metas pra janeiro/2012 e pros 1os 3 meses desse ano? Estou super feliz pq cumpri uma delas, q era analisar as planilhas 2011! Não sei se vou conseguir economizar 200 reais esse mês, mas acho q vou conseguir zerar a fatura do meu cartão até março! =)



Paula

Eu pretendo começar em fevereiro minha dieta. Do dia primeiro não passa.
Vai funcionar como a da mana.
Eu não tenho salário, então, me dei um. Estabeleci um limite pra minha renda. O resto, se houver resto, vai pra pagar as dívidas. Dentro do meu salário, tenho que conseguir me manter e ainda economizar 10% dele. Pela adaptação da planilha do Pete the Planner que eu fiz, vai dar.
Meus maiores gastos são com moradia. Pelo que eu vi, meu aluguel é alto demais pro salário que eu me dei, mas não vai dar pra mudar isso por enquanto. Então, diminui um pouco do que poderia ser gasto nas outras categorias pra compensar.

Minha tabela ficou assim:

- 36% com moradia (na tabela do Pete, era 25%);
- 12% com supermercado e comer fora;
- 10% com transporte (originalmente, era 15%. Mas eu não gasto mto com transporte. Deixei os 10% pra cobrir meus gastos com viagens aqui por perto);
- 10% de economia (SAGRADO!);
- 10% utilidades e telefone;
- 5% entretenimento (não sei bem como vou usar essa parte do dinheiro, mas quis deixar pq acho que entretenimento é super importante);
- 8% medicamentos (no original, era 5%. Resolvi mudar pq os 5% não cobriria nem o plano de saúde da minha filha, e preciso deixar uma reserva pra caso precise comprar alguma medicação);
- 5% roupas (não dá pra ficar sem);
- 4% diversos.

Excluí algumas categorias, como "caridade" e "feriados e presentes" pra compensar o alto gasto com moradia. Assim que consertar isso, posso reorganizar.
Pra poder me adequar a essa tabela, vou ter que anotar os gastos com supermercado, diversos, roupas, remédios. Vamos ver se consigo dessa vez.
Outra coisa que quero reativar é o rancho. No início de janeiro, não fizemos e ficou tudo uma bagunça. O rancho é ótimo pq  diminui as idas ao supermercado e faz com que vc planeje o que vai comprar. Vc não esquece nada, diminui as tentações e gasta menos pq planeja as quantidades e o que vai usar. É mto bom.
Dá pra se programar tb e comprar os perecíveis só uma vez por semana. Pq tempo tb é dinheiro, né?



Eu acho que vai dar certo. Essa tabela do Pete é quase uma dieta mesmo, pq a gente economiza e ainda separa um dinheirinho pra comprar roupas e diversos. É como uma dieta, em que a gente emagrece, mas pode comer um docinho no fim de semana. :)

E vc? Conta pra nós como tá se organizando!
Beijinhos da Paula e da Taís.

Quer receber posts como esse? Inscreva seu e-mail:


Delivered by FeedBurner

sábado, janeiro 14, 2012

Escrever para emagrecer




Eu sou fã da Jillian Michaels, acho q todo mundo sabe. Adoro o Perder para Ganhar. Assinamos a newsletter do site dela e sempre recebemos receitas e textos interessantes. Um deles é sobre manter um diário pra ajudar no emagrecimento. Comida tem tudo a ver com sentimentos. Mtas vezes exageramos na comida pq comer acalma e nos faz esquecer (momentaneamente) dos nossos problemas. Só q comer em excesso causa outros problemas.

O q diz a Jillian:


"Não entre em pânico sobre o que estou prestes a dizer-lhe: Você tem tema de casa. Agora, eu não estou mandando você de volta para a quinta série com esta tarefa, mas eu quero que você se sinta confortável em colocar seus pensamentos e emoções no papel. Você pode ser cética sobre isso, mas escrever regularmente em um diário irá desempenhar um papel chave para ajudar você a satisfazer suas metas de perda de peso.


Deixe-me explicar. Seu diário é um lugar para você anotar tudo, para encarar seus problemas de frente, e para trabalhar com seus medos e  objetivos. Sem um diário, é muito fácil de evitar o seu seus tropeços ou ficar em ponto morto.


Escrever sobre suas metas irá também ajudar a descobrir o que vc realmente deseja: Você quer ser saudável, confiante, forte física e mentalmente? Há roupas que você quer usar que você não pode agora? Você quer ver e sentir a si mesma em seu corpo definitivo, vivendo uma nova vida, brincando com seus filhos, namorando, casando, recebendo elogios de amigos ou colegas de trabalho? Quaisquer q sejam seus objetivos finais, físicos e emocionais, anotá-las em tantos detalhes quanto você pode, irá mantê-la no foco. Seu diário ajudará a permanecer motivada em sua jornada.


Se você tem acesso fácil ao seu computador todos os dias, tire proveito de um diário on-line ou baixe meu diário ilimitado para descobrir o que você quer realizar. Comprometa-se por uma semana para escrever uma vez por dia em seu diário. É fácil - fazê-lo logo no início da manhã ou no final do dia e usá-lo para organizar seus pensamentos. Vai ser gratificante olhar para trás e ver tudo o que você está trabalhando!"

Um dos meus desafios de 30 dias, da minha lista de 101 coisas é justamente isso: escrever num diário (pela manhã, pq acho q a gente estando sonolenta tem menos auto crítica e escreve tdo q vem na cabeça) por 30 dias corridos. Depois disso, quero reler o q escrevi e ver como me sentia, no q estava pensando... acho q vai fazer diferença. Pretendo começar dia 23/1, como disse aqui.

E vc? Tem um diário? Consegue expressar seus sentimentos escrevendo? Acha q isso ajuda a emagrecer?

Beijos da Taís.

sexta-feira, janeiro 13, 2012

Mudanças à vista!




Lembram q lá no início do 6 meses pra mudar um dos meus objetivos era ganhar o dobro do q eu ganho? E não consegui isso, só aumentar minha renda, muito raramente, com um trabalhinho por fora aqui e outro ali, o q ainda não foi suficiente pra eu poder economizar nem pagar as dívidas q eu tenho. Não entrou na lista dos meus objetivos da 2a fase, mas lógico q continuou na minha cabeça pq dinheiro é um problema pra mim e pra mana (qdo deveria ser solução! rsrsrsrs)

Ganho mal aqui onde trabalho, mas gosto de trabalhar aqui. Fiquei todo esse tempo procrastinando procurar outro emprego e mandei só um currículo. Q era algo q eu quero mto, mas até agora não me deram retorno, então meio q perdi as esperanças (mas, no fundinho, ainda espero q me chamem).

Aconteceu outra coisa tb: minha prima q divide apê comigo disse q vai se mudar, pq quer ir morar sozinha. Eu respeito a decisão dela, mas a notícia caiu como uma bomba em cima de mim, pq eu sozinha não tenho dinheiro pra cobrir tdas as despesas do apê. A última semana foi bastante agustiante, pq tava pensando nas minhas alternativas: a) me mudar tb, tentar achar outro lugar mais barato (o q seria o caos pra mim); ou b) encontrar outra pessoa pra dividir comigo (o q tava me apavorando um pouco, pq minha prima é uma coisa, um estranho é outra, né?).


Então meu namorado resolveu q tava na hora de morarmos juntos e vai se mudar pro apê! Tô mto feliz! Já estamos fazendo planos pra deixar a agora NOSSA casinha melhor! Não vamos casar (ainda! rsrsrsrs), mas morar junto é tudibom!

E, surpresa, surpresa: um ex-chefe meu ligou ontem, do nada, me ofereceu um salário q é quase 40% maior q o q eu tenho agora pra eu voltar, com alguns benefícios. Confesso q lá o ambiente não é tão bom qto aqui, mas preciso ganhar mais. Difícil mesmo foi dizer pro meu atual chefe q vou sair, nossa! Fiquei bastante chateada, ele me pediu um prazo pra ver se podia cobrir a oferta q meu ex-chefe fez, mas ficou tentando fazer chantagem emocional comigo, o q não foi legal.

Ontem li um texto no blog da Lu do 30 dias sem, ela tem um outro blog pessoal, o Devaneiador, e escreveu esse post muito bom sobre mudanças. Às vzs a gente fica mesmo querendo q as coisas mudem de uma hora pra outra. Eu e a mana, nossa, queríamos mto isso. E vcs sabem: mudou mesmo! A mana foi morar junto com o cunhado, mudou a lojinha de lugar... e agora eu: vamos morar juntos, vou trocar de emprego, ganhar um pouco mais... tô mto feliz.

Só q se a gente pensar, não mudou de uma hora pra outra. São 327 dias q se passaram desde q começamos esse projeto, e mesmo as coisas não tendo mudado da maneira q planejamos nos primeiros seis meses, as mudanças começaram a acontecer de verdade. Então vc tem q querer. E vc tem q planejar. E escrever, e reler, e ler os desejos dos outros, e ir atrás, passinho por passinho. Mas se vc ficar no mesmo lugar e não se mexer nem um pouquinho, aí as coisas não mudam. Ou acabam mudando de um jeito q não vai ser legal pra vc (se vc perder o emprego, por exemplo).

Então, eu q escolhi mudança como a palavra de 2012 tô vendo, já no início do ano, como isso é poderoso, pq a mudança já começou com tdo! Se vc ainda não escolheu sua palavra, dá tempo! E dá tempo ainda de pensar nos planos pra esse ano! Já leram nosso Manifesto pra 2012?


Beijos da Taís.

quinta-feira, janeiro 12, 2012

Receita e planejamento financeiro



Hj, foi um marasmo total na lojinha. Atendi meia dúzia de clientes o dia todo...
Deu tempo de ir pra cozinha de novo!
O prato do dia foi frango (tinha sobrado um pouco de ontem) e a receita foi essa: http://br.recepedia.com/pais/receita/frango-a-parmegiana1. Confesso que falsifiquei um pouco. Não fiz o molhinho de maionese e coloquei molho de tomate, fatias de presunto e queijo por cima. Ficou mto bom!!! Faltou a salada. Só tinha cenoura em casa.



E lembra que na primeira fase eu tinha aquele objetivo que era "dormir mais e melhor"? Meu sono anda bem doido nas últimas semanas. Ou melhor, ele anda meio sumido. Não sei o que acontece, mas eu morro de sono durante o dia e acordo lá pelo final da tarde. E daí acordo mesmo. Pra pegar no sono, é um problema. E tenho só aquele sono leve. Qualquer coisinha me acorda. Vou pegar no sono mesmo qdo já está na hora de acordar.  PHODA.
Realmente, não sei pq tô dormindo tão mal, mas resolvi cortar de vez o café durante a tarde. Vamos ver o que acontece hj à noite. Desejem-me uma boa noite de sono.



Hj não consegui estudar nada! É que a mana tava falando comigo sobre as finanças, dinheiro da lojinha e tals. E a mana talvez tenha razão nisso. Estamos elaborando outro plano de emergência a esse respeito. O ruim é que eu não consigo de jeito nenhum me acostumar em anotar nas planilhas. Não tenho disciplina suficiente. Ainda não sei se tento de novo ou invento outra forma. Sei lá. Ainda estou pensando nisso com a ajuda da mana.

Coisas finalmente melhorando em casa. Só me aperta o coraçãozinho a saudade da minha filha que foi pra praia com o pai dela. Ia ligar pra ela ontem, mas achei que ia chorar no telefone... Só até semana que vem, Paulinha, aguenta.

E vc? Que coisas tem inventado pra mudar de vida?
Beijinhos,
Paula

Obs: Fotinhos foram tiradas por mim.