quarta-feira, fevereiro 29, 2012

A hora é agora!




Tá na hora!

Na verdade, já passou da hora...
Vou complementar o post da mana. Não reparem, amigos, é comum que a gente escreva sobre as mesmas coisas pq, normalmente, é o que estamos conversando no momento. E somos mto participativas (metidas?) uma na vida da outra. Além disso, mesma criação, normalmente, os mesmos fantasmas, o mesmo momento de vida... Normal escrevermos sobre os mesmos assuntos.

Esse assunto em especial é sempre o X da questão: trabalho/dinheiro.

Eu e a mana marcamos uma reunião de pauta no fim de semana. Por conveniência minha (falta total de tempo), o lugar escolhido para a reunião foi o salão de beleza. Enqto eu cortava o cabelo e a mana fazia escova, tentávamos discutir o que aconteceria com o blog depois do fim da segunda fase. Terminar o blog NUNCA esteve em questão. Até pq nossa vida ainda não está onde queríamos. Mas começar uma terceira fase igual as outras me pareceu vazio de sentido. Não sei, não era o que eu queria... (a eterna insatisfeita, dizia o meu ex).

É que eu, Paulinha, quero mais.

Todos os objetivos que alcançamos até agora foram ótimos. Nos ensinaram que era possível e, de fato, melhoraram a vida da gente. Mas não fizeram grandes mudanças... São o que eu chamei de objetivos menores. Não menores em valor, em importância, mas apenas em tamanho.

Mas essa lição a gente já aprendeu. E agora?


Pra mim, agora é a hora das grandes realizações!

Chega de esperar!

Sabe aqueles sonhos que a gente vem contando pra vcs há mais de um ano. São esses que que eu queria realizar nesse ano ou decidir que não serve pra nós. Chega de deixar os sonhos pra depois.

A mana quer morar no exterior? Então vamos ver como realizar isso. Falando de mim, Paula, quer trocar de ramo? Troque. Fazer um concurso público? Faça. Quer mudar de cidade? Mude. Apenas decida aquilo que vc quer e faça. Lógico que nem tudo é trabalho/dinheiro, mas como isso é passaporte pra tudo, é uma das prioridades.

A questão é definir... Nunca soubemos fazer isso antes. Como vamos saber agora? Vamos perguntar pro pai e pra mãe o que devemos fazer? NEM PENSAR!!! Bora pra terapia, Taís e Paula. Bora aprofundar a jornada de auto conhecimento. Aceito até voltar pra orientação vocacional, mas não aceito mais "não sei" como resposta.

Não quero mais indefinições. Quero correr atrás dos meus sonhos e me realizar todos os dias fazendo isso. O importante não é chegar lá, mas é ter a consciência de que todos os dias estamos caminhando pra lá. E que tá cada dia mais pertinho.

Hj, a gente vai caminhando no escuro, meio sem saber pra onde. E eu quero ligar as luzes e decidir o caminho a seguir.

Pra começar, a mana insistiu que os posts do blog fossem relidos. Eu achei meio bobo no início, mas fiz. E adorei. Além de ter sido mto gostoso, relembrar todos os nossos passos, realmente tiramos conclusões. Relembramos pontos que estávamos esquecendo e isso foi um dos pontos de partida desse post.

Depois, eu voltei no tempo e fiz um teste vocacional. Só que agora pela internet. O perfil do resultado não me agradou mto, mas devo confessar que foi na mosca. Não gostei das três primeiras indicações de profissões. As outras me agradaram bastante.


Resultado do teste: Perfil Altruísta

Se vc é discreto, leal, paciente e conquista as pessoas pela forma que encara a vida, este é o seu perfil.
Adepto da filosofia "viva e deixe viver", costuma fazer seu trabalho em silêncio e fugir dos holofotes, tornando-se um braço direito de primeira. Totalmente pacifico e bondoso, é contrário a impor suas ideias à força, sendo, muitas vezes, capaz de colocar a vontade dos outros na frente das suas.
Modesto, não julga ninguém pela capa e também não espera ser julgado.

Altruístas famosos: Steven Spielberg, Paul McCartney, Michael Jackson, Bob Dylan, Ashton Kutcher
Profissões indicadas: assistente social, contador, pedagogo, paisagista, chef de cozinha, fisioterapeuta, radiologista, gestor ambiental, geólogo, esteticista, artista plástico, oceanógrafo.


Eu já tenho algumas ideias do que quero pros meus próximos seis meses. Mas vou amadurecê-las e depois conto aqui.


E vc? Sabe o quê quer da vida? Se sabe, como fez pra descobrir?

Beijinhos,
Paula.

terça-feira, fevereiro 28, 2012

De cara amarrada




Ultimamente tenho andado de cara feia. Me pego fazendo uma cara horrorosa, sem perceber. Uma cara de quem chupou limão azedo. Bem assim. E é sem querer. Meu namorado só fica perguntando pq estou tão séria. Mas estou mais q séria, estou de cara amarrada mesmo.

A verdade é q tô mto insatisfeita com minha vida profissional. Tô mto desgostosa com minha atual situação. Sim, a palavra q define é DESGOSTO. Aí qdo percebo tô fazendo cara de nojo pra tdo. No trabalho, tenho q ficar me controlando pra ser simpática com os colegas e chefes, pq eles não têm nada a ver com minhas escolhas erradas.

Estou totalmente insatisfeita, detestando meu trabalho tdos os dias, querendo fugir na hora do almoço e não voltar mais. Mas preciso pagar as contas, né?

Não consigo conversar mto com ninguém. As pessoas devem estar me achando super antipática, mas não é pessoal, eu só não consigo. Ontem tive terapia, claro q falei, afinal, tô pagando pra falar. Mas não consigo travar diálogos com as pessoas q convivem comigo. Parece q tou engasgada, garganta trancada, tô sempre com uma dorzinha de garganta chata, parece que tem algo preso ali, q precisa sair, mas não sei o q é.

Minha terapeuta disse q pra 3a fase do 6 meses eu preciso ter objetivos, q meu objetivo deve ser ter objetivos. Q aprender a fazer minhas unhas (objetivo da 1a fase) era uma coisa boa, pq melhorou minha auto estima, mas q eu preciso fazer planos pra minha vida, definir minha carreira. Só q eu sempre pensei q "carreira" é uma coisa ridícula. Ridícula eu, né? É como cortar a torrada ao meio, tb achava "ridículo", pq não pegar e comer o sanduíche inteiro com as duas mãos?

Acho q era inveja das minhas amigas q tinham mães q preparavam torradas assim. Nossa mãe nunca foi das mais atenciosas, né, mana? E agora eu corto meu sanduíche pq fica bem mais fácil comer ele em 2 pedaços. Então talvez eu tenha esse mesmo problema com "carreira", nunca achei fácil definir o q quero, fico perdida, vou deixando a vida me levar e chegando a lugar nenhum.

Talvez eu pensasse antes q as coisas fossem se definir sozinhas... não sei explicar. Só q as coisas não se definem, se a gente não planeja. Ou, pior: elas se definem de um jeito q a gente odeia.

Hj dei um passo em direção a uma vida melhor. Liguei pra uma pessoa e ofereci meu trabalho. É uma boa oportunidade. Essa pessoa disse pra irmos conversando e quem sabe fazermos uma reunião mês q vem. Eu queria agora, HOJE, claro. Mas tenho q ter paciência. A terapeuta disse q eu preciso de mais determinação, então eu resolvi mandar um currículo pra uma empresa de SP, pra prestar o mesmo trabalho.

Preciso definir metas e não definir essas metas é q o me deixa com essa cara de azeda. Vou continuar vindo aqui desabafar, pra ver se eu melhoro. Pra ver se eu consigo sorrir e voltar a ser simpática c/as pessoas ao meu redor.

E vc? Tá fazendo o q gosta? Tem um "plano de carreira"? Consegue ter metas profissionais definidas?

Beijos da Taís.


segunda-feira, fevereiro 27, 2012

domingo, fevereiro 26, 2012

Finanças x personalidade



Tiramos esse post do Pete the Planner, pq é mto bom! Serve pra várias coisas, não só pra finanças.


"Eu não vejo os problemas financeiros como problemas financeiros. Na verdade, vejo problemas financeiros como reflexos da nossa personalidade.


Os problemas financeiros seriam o resultado de uma personalidade pobre? Eh, provavelmente não. Às vezes, sim, mas nem sempre. Os problemas financeiros seriam o resultado de falhas de caráter? Não o tempo todo, mas muitas vezes. Todos nós temos falhas de caráter. Nós odiamos quando alguém aponta nossas falhas. No início desta semana eu indiquei algumas bonitas falhas de caráter um cara que me mandou um email pra me dizer que sentia sua esposa era obrigada a cozinhar e limpar, para ganhar o direito de gastar o dinheiro da família. Para mim, os problemas financeiros que o esse cara falou foram causados ​​por algumas falhas de caráter. Eu não estava dando uma de psicólogo de poltrona, eu estava simplesmente apontando que algumas palavras do próprio cara que me mandou o email demonstraram suas falhas de caráter.


Não devemos tentar evitar discutir falhas do nosso caráter. Nós também não devemos negar a sua influência em nossas tomadas de decisão. Por exemplo, uma falha de caráter minha é "sempre ter a última palavra." Esta falha de caráter me coloca em situações muito difíceis de vez em quando, especialmente quando eu lido com as críticas neste blog ou no meu programa de rádio. Eu posso optar por agir como se essa falha de caráter não existisse, ou eu posso reconhecê-la, e trabalhar sobre ela. Além disso, eu também posso optar por ficar com raiva quando as pessoas apontam esta falha, ou eu posso usar a crítica construtiva como uma oportunidade para fazer progressos.


Que tipo de falhas de caráter que afetam diretamente nossas vidas financeiras estou falando? Bem, há muitas. Otimismo irrealista é uma falha, muitas vezes ignorada. Ignorância consciente de sinais de alerta tem prejudicado várias pessoas. O materialismo é um grande problema. A incapacidade de trabalhar em conjunto com seu parceiro vai arruinar qualquer situação financeira. A sua recusa em olhar para o futuro financeiro pode ser muito difícil. Nossa incapacidade de mostrar contenção e dizer "não" provavelmente vai nos colocar em apuros. E a lista segue.


Há situações óbvias em que importantes problemas financeiros não são causados ​​por falhas de caráter. Se você teve uma perda de emprego súbita ou você saiu do lado errado de um problema médico ou de um divórcio, então é óbvio que sua personalidade ou suas falhas de caráter não são a causa principal do problema. No entanto, no dia-a-dia, os problemas financeiros, como a dívida de cartão de crédito, a falta de poupança, e não ser capaz de suportar o seu estilo de vida, são na verdade resultado de falhas de caráter. Algo dentro de você o levou para as decisões que você fez. Não ignore esse fato. Não ignore suas  falhas de caráter. Aceite a responsabilidade pela sua personalidade, aceite a responsabilidade por sua tomada de decisão, e, em seguida, aceite a responsabilidade por sua situação financeira.


Os erros financeiros que fazemos que são o resultado de falhas de caráter não são erros permanentes, na maioria dos casos. Na verdade, esses erros nos permitem construir o caráter. Esses erros nos dão a oportunidade de cavar pra fora dos buracos em que nossas falhas de personalidade nos enfiaram. Eu posso dizer com certeza que 100% nos últimos 14 anos no ramo financeiro, as maiores histórias financeiras que tenho visto são histórias de redenção e renascimento. Nossos erros não têm de nos definir. Mas sim a nossa resposta para nossos erros.


Meu ponto de hoje é simples: olhar para dentro de sua vida financeira, e tentar ver se algum dos seus problemas financeiros são o resultado de falhas de caráter. Em seguida, trabalhar sobre essas falhas, e aliviar os problemas que estas falhas causam. Devemos sempre estar cientes das falhas de nosso caráter. Elas irão causar problemas, financeiros ou de outra forma, as nossas vidas inteiras. Reconhecê-las e trabalhar nelas. Eu sei que eu estou tentando".

Essas falhas de caráter que ele fala, como a dele, de tentar ter sempre a última palavra, por exemplo, são coisas q nos colocam em situações difíceis, tanto financeiras qto emocionais. Quem não brigou com alguém querido por não querer admitir o erro, dar o braço a torcer ou por precisar ter sempre a última palavra? Quem aí não consegue emagrecer pelo mesmo motivo pelo qual não consegue ter uma poupança, q é simplesmente dizer NÃO: "não, obrigada, não quero mais um pedaço de bolo" e "não, obrigada, não preciso dessa nova bolsa agora, passo outro dia nessa loja qdo estiver realmente precisando de algo"? Não é assim?

Então o ponto é justamente o q ele disse: a gente tem q perder o medo de olhar pra dentro e tem q encarar as coisas q a gente faz. E tomar as rédeas, e ser responsáveis por nossas atitudes. Admitir que não é o Mac Donald's o culpado dos kg a mais, e sim o fato de q a gente anda comendo demais e não faz nadinha de exercício físico. Admitir q isso não é cuidar da saúde, e sim prejudicar a própria saúde. E se vc só fica pensando coisa ruim, acaba atraindo isso pra vc de verdade. Fora algumas coisas q realmente são externas e incontroláveis, tdo resto a gente controla, a gente decide.

Pra 2012 nós temos planos. Estamos colocando as coisas no papel, vamos reformular o visual do blog, ter temas semanais, tarefas de casa, mais planilhas, mais material pra compartilhar... a idéia é nos dedicarmos mais ao blog, pq ele é a nossa ferramenta de transformação da vida.


E queremos contar contigo nessa jornada! Aceitamos sugestões de braços abertos!

Beijos da Paula e da Taís.

sexta-feira, fevereiro 24, 2012

1 ano de 6 meses pra mudar!



Dia 21/02/2011 começamos essa jornada! Aqui vc pode ler como foi o nosso 1o dia:

Paula
Taís

Quando acabar a 2a fase, vamos fazer um balanço de tdo. Por enquanto, a gente só quer deixar registrado o qto tem sido incrível e agradecer a força!

Beijos da Paula e da Taís.

quinta-feira, fevereiro 23, 2012

Falando mais sobre a Dieta SEM



Não falei mais de dietas por aqui, mas tenho tentado seguir a dieta SEM. Algumas pessoas comentaram aqui q ela é difícil, e q a gente tem que comer de 3 em 3 horas, e outras coisas do gênero. A verdade é q a dieta SEM é muito simples, e é justamente pq ela repete o que nossos pais faziam antes da gente nascer: 


3 refeições por dia, sem repetições, e doces somente aos finais de semana.


Depois inventaram a gordura hidrogenada, os flavorizantes e corantes, e o Mac Donald’s e as pessoas começaram a ficar gordas. Comem MUITO e colocam a culpa no Mac, se catar, viu?

Pesquisando sobre essa coisa de ter de comer de 3 em 3 horas, eu li mais de uma opinião de médicos e nutricionistas dizendo q isso faz mal: sobrecarrega o fígado e cria o hábito da pessoa ficar comendo sem parar o dia inteiro. Acho que faz tdo sentido. Sim, eu sinto fome, mas me acostumei rapidamente a evitar os lanchinhos. Então, na boa, não é tão difícil assim.


Até pq nessas de procurar o q comer de 3 em 3 horas, a maioria das pessoas não escolhe lanchinhos saudáveis, acaba comendo um chocolate, umas bolachas, um pedaço de bolo... é o que eu vejo meus colegas de trabalho fazerem. A menina magra não faz lanchinho nenhum e o menino magro come 1 maçã, todos os dias, no meio da tarde (e eu não como mais maçãs, meu desafio das maçãs durou 32 maças e foi o suficiente pra eu não querer comer maçãs pelos próximos anos). As outras pessoas que comem lanchinhos (em geral bolachas, chocolates...), eu vejo, estão acima do peso.


Vc tem q ter mta disciplina pra não matar aquela fominha do meio da tarde com um pedaço de bolo ou a porcaria mais próxima q vc consegue no bar da esquina. E a maioria das pessoas não tem mta disciplina. Então as 3 regrinhas da Dieta SEM são bem fáceis.

Eu ainda não terminei de ler o livro do Reinhard, mas tô quase no final. Uma coisa q ele diz e q faz todo sentido é q a maioria das pessoas não quer uma solução, e sim uma desculpa. E q a gente não tem q estar preocupado em chegar no tal peso ideal, mas sim já partir do princípio q a gente vai chegar lá e o principal é MANTER o peso. Demora pra gente engordar, logo demora pra gente emagrecer. Quem emagrece rápido, em geral engorda tudo que perdeu e mais um pouco logo em seguida.

Desde q a gente começou o projeto, eu resolvi emagrecer e venho emagrecendo bem devagar. A mana emagreceu 4 kg rapidinho, e rapidinho engordou tudo de novo. Tenho conseguido manter os quase 6 kg q já emagreci. Fico bem feliz qdo penso q emagreci SEIS QUILOS (uhullll!!!!) e minha meta é continuar emagrecendo, devagarinho, até os 60kg.

Um pouco de sacrifício não faz mal pra ninguém.

Outra coisa q ele fala no livro é q vc pode manter um controle da dieta num calendário, marcando em verde os dias q vc cumpre todas as regras, em amarelo os dias especiais, e em vermelho aqueles q vc falha. Em vez de anotar tudo q come, como eu, só pintar os quadradinhos do calendário já pode ser bem eficiente. Eu vou pintar o meu diário alimentar e vamos ver como tem sido.

Só q é exatamente como diz o Reinhard: se vc quer uma desculpa, procure outra dieta. Eu continuo comendo tudo q gosto, não fico contando calorias. Acho ótimo, acho fácil. Sim, eu sinto fome em alguns momentos, mas sentir fome é normal! A gente não pode agir como se uma fominha antes de jantar fosse nos matar. Ninguém tá na Somália, passando fome DE VERDADE. Mas a gente gosta bastante de reclamar e exagerar.

Vc acha q aquela gostosa da academia tá gostosa sem sacrifício? Claro q não. Ela tá lá malhando, tá comendo biscoito de arroz e dizendo q é a coisa mais deliciosa da vida. Aquele cara q tá lá ganhando milhões? Ele estudou, se preparou, trabalhou, quem sabe passou várias noites em claro, estudando, pensando como podia ganhar dinheiro. Então se vc quer resultado, vc tem q se esforçar.


Claro q eu gostaria de uma pílula mágica. Quem não gostaria? Só q, infelizmente, não existe. O q existe é vc decidir mudar as coisas q estão ao seu alcance. E emagrecer é uma coisa q tá ao seu alcance. Ou vc acha q não?

Beijos da Taís.

O bem estar da alma refletido no espelho!



Vai dizer que qdo a gente se olha no espelho e gosta do que vê, não sai de casa bem mais confiante? Por isso, eu e mana temos dado ênfase à aparência nesse projeto. Eu ainda mantive a seção do corpo nessa segunda fase. A mana tirou, mas manteve itens sobre o corpo tb.

Na reta final dessa segunda fase, eu quero me dedicar mais a isso tb. Meus planos são esses:
1- Dieta (urgente)
2- Exercícios (urgente)
3- Peelings
4- Maquiagem



A dieta e os exercícios ainda são um problema pra mim. Eu tento começar os exercícios e nunca começo. E, sobre as dietas, eu até começo, mas nunca sigo. Agora que eu tô cozinhando uma receita nova por semana tá ficando ainda mais difícil pq, modéstia a parte, eu tô ficando boa nisso hehehe... Fica tudo tão bom que eu como e repito (meu yakisoba falsificado de hj ficou mto bom).
Vou tentar de novo, tomando uma dose extra de força de vontade.



Os peelings estão quase certos. Tenho hora marcada pro dia 01 de março pra começar.

O meu objetivo de maquiagem, esquecido até agora, tem evoluído. Até que enfim!!! Aqui na minha cidade, cursinhos de maquiagem são quase uma lenda. Por isso, o google salva sempre. Achei um blog de maquiagem que eu adorei. É o Espelho Meu da Alice Salazar. No ano passado, eu já tinha feito as sobrancelhas com a mãe dela, numa das minhas passadas pela capital, e ela tinha me indicado o blog. (A mãe dela é fantástica na sobrancelha, aliás. A melhor que eu já vi. Ela fez milagre na minha. Pena eu não morar na capital ou mais perto).



O blog é mto legal. Visual simples e fácil. Os vídeos são mto explicadinhos e mto engraçados. O meu preferido é o vídeo que ela faz o "antes e depois" (antes e depois de conhecerem o blog dela). Juro que eu me maquiava igual ao antes. Esse vídeo, além de engraçadíssimo, pode servir de ponto de partida pra quem como eu quer aprender o básico.
Além disso, as maquiagens que ela faz são de morrer de tão lindas. E ela dá dicas de produtos, o que ajuda mto tb. Hj, por exemplo, vi que vou precisar de uma outra base. Tentei fazer a maquiagem do vídeo do antes e depois e a base não ficou legal. Não espalhou direito, sei lá. Acho que essa base é pra quem gosta de se maquiar usando o "pingo" (veja o vídeo). Se usar bastante, fica esquisito.



No final, fiz uma maquiagem "meio a meio" (meio Alice, meio Paula) pra vir trabalhar hj pq não deu tempo de assistir o video até o fim. hehehe Mas estou bem empolgada. Quero ver se faço no mínimo uma maquiagem dela por semana, pra aperfeiçoar. Nem que não vá usar, mas só pra treinar mesmo.

E vc? Vc se olha no espelho e gosta do que vê? Como vc tem cuidado da sua aparência?

Beijinhos,
Paula

quarta-feira, fevereiro 22, 2012

Encontrando a mim mesma



Voltando da viagem de carnaval! Um tour por várias praias que eu não conhecia com um casal de amigos bem bacana. Tomei uma overdose de lugares maravilhosos. Mto sol, calor, namorido lindo, tudo de bom.



Mas, pegando o gancho do post da mana, eu tb fiquei mto emocionada com a msg recebida. Acho que a mana tem razão nisso de corrente do bem. Tudo que a gente faz pro bem acaba refletindo nas outras pessoas e trazendo ainda mais coisas boas do que a gente imaginava. E o inverso tb é verdade. Outro dia, na minha cidade aconteceu uma coisa, que comprova a minha teoria. A associação comercial fez um evento de fim de ano ao ar livre. Colocaram o palco de costas pra um comerciante que não é associado, como forma de retaliação. Na hora do evento, choveu horrores, o que diminuiu bastante o público. Começaram pensando em retaliação, vingança, e acabaram se dando mal. Eu acho que é por aí.

Nosso projeto teve vários outros reflexos que, na hora da criação, a gente nem imaginava. Qdo começamos, a coisa estava tão feia que nos dispusemos a fazer tudo o que fosse preciso pra mudar, incluindo aquela jornada pra dentro de nós mesmas, que eu mencionei em outros posts. A mana se comprometeu a voltar pra terapia. Eu já fazia terapia e me comprometi a investir por mim mesma em coisas como levantar a autoestima, cuidar mais da minha aparência, parar de postergar as coisas, entre outros.



Esses objetivos foram criados considerando que alguma coisa dentro de nós tb precisava ser mudada pra gente nunca mais chegar onde estávamos quando começamos o blog. No início, a gente não sabia exatamente que coisas eram essas. A gente ia meio que adivinhando, supondo o que poderia ser. E na maioria das vezes, acertamos. E mais que isso, agora falando sobre mim apenas, descobri mais coisas sobre mim mesma que eu gostaria de mudar.

E toda a viagem pra dentro de nós mesmos, apesar de nos fazer melhorar, é dolorosa. Acho que é isso que cria os altos e baixos que a gente tem: a gente fica feliz qdo vê o progresso, mas fica triste de descobrir outras coisas a serem melhoradas. Eu falava mto, no início, que quando eu "consertava" uma coisa em mim, aparecia outra que precisava ser mudada. E, ainda hj é assim, com menor frequência, mas ainda descubro cada vez mais coisas sobre mim mesma. Feridas que eu pensava já estarem cicatrizadas, culpas que eu carregava e nem me dava conta, comportamentos repetidos que me faziam mal e eu continua fazendo sem perceber.



As coisas ficam mais evidentes também conforme a minha filha cresce. Vejo nela alguns dos meus comportamentos que eu me fazem mal. Não sei se ela me viu fazendo e daí repete ou se tá no sangue. Mas visualizar essas coisas só me fazem querer ainda mais mudar, pq eu preciso ensinar pra ela como superar isso tudo.

O namorido tb ajuda. Qto mais tempo a gente fica juntos, eu consigo ver com mais clareza meus padrões de comportamento que podem ter contribuído no fim dos meus relacionamentos anteriores e que eu não via antes. Ou talvez até visse, mas preferia deixar pra lá ou colocar a culpa de algum desses comportamentos no outro. E isso não pode mais ser feito. É preciso evoluir.

Eu andei desleixada com a terapia nos últimos tempos. Fiz uma consulta há uns dias atrás, pq tava meio desesperada e só. Mas tenho que voltar urgente.

Quem sabe esse seja um objetivo pra próxima fase: levar a sério a terapia.

Mas apesar de tudo isso ser tão difícil, eu faria tudo de novo. Ainda acho que a vida está mto melhor agora e que pode melhorar mto mais. Hj, eu acredito que eu posso ter a vida que sempre sonhei.

E vc? Acha que vale a pena enfrentar seus demônios interiores? Ou prefere deixa-los quietinhos?

Boa semana a todos.

Beijinhos,
Paula




sexta-feira, fevereiro 17, 2012

A corrente do bem!





Qdo eu e a mana começamos esse projeto, foi por um objetivo egoísta, vamos dizer assim. 
Era uma coisa pra gente, pra nós duas, pq a gente não sabia bem onde queria chegar, só tinha aquela certeza de q não dava mais pra continuar do jeito q tava, q a gente tinha q mudar. 
E aí nasceu o 6 meses pra mudar. E já passou quase um ano desde q a gente começou. 
E desde q a gente começou, muita coisa mudou, e uma delas foi a gente ver q isso aqui não é só pra nós. Q ajuda quem nos lê, e cada vez q a gente recebe uma mensagem como a que recebemos ontem no facebook, temos mais força pra continuar, e ficamos felizes pq não só estamos nos ajudando, como tb estamos conseguindo ajudar outras pessoas, mesmo à distância. 


"Olá, gostaria de agradecer por aceitarem meu pedido de amizade e aproveitar pra dizer o quanto o blog de vocês tem me ajudado.
Estou em um momento decisivo da minha vida, faltam alguns dias para meus 21 anos, e sinto que não conquistei nem 10% do que planejava...é como se meus sonhos estivessem engavetados por uma onda de procrastinação que não me deixa.

Em uma madrugada dessas sem sono li um post atrás do outro, e em muito tempo não sentia tanta vontade de continuar, além de ter me identificado com o que vocês passam.
Muito obrigada, de verdade...estou torcendo por vocês :D"


Me senti como naquele filme A Corrente do Bem, já q a mana tem falado tanto sobre filmes. Pq uma coisinha (um blog despretencioso) voltada pro bem já gerou tanto bem por aí afora. Ajudar outras pessoas acabou sendo um benefício extra, q é uma coisa q nos motiva, é um círculo, mas não daquele vicioso, e sim um círculo do bem, em q coisas boas circulam e passam pela gente, e a gente consegue, por isso, pela ajuda e o carinho de vcs, ultrapassar mais e mais barreiras. 



Isso aqui não era a busca de um sonho. Era só uma maneira de procurar desabafar e fixar algumas metas e objetivos. E agora se tornou um sonho: o sonho do nosso Café, o sonho de termos a vida q queremos, e a realidade de ver as coisas q desejamos irem acontecendo, ainda q demore um pouquinho.
Um simples blog q virou um ponto de partida, um ponto de apoio, um lugar de descanso, um lugar de acolhida.

E através dele a gente conheceu pessoas legais e começamos a dividir sentimentos, pensamentos, idéias, dúvidas e com isso crescemos, e com isso melhoramos.
Acho q a gente só tem q agradecer por tudo até agora.
Por essa experiência maravilhosa q tem sido vir aqui compartilhar um pouco das nossas vidas.
Eu e a mana vamos dar início a uma 3a fase. Nossa idéia é nos encontrarmos, mesmo com a distância e a falta de tempo tentando nos impedir, pra matar as saudades e pra discutirmos sobre o 6 meses. Sobre as nossas vidas. Nossos projetos.
Queremos reformular isso aqui pra traçarmos objetivos bem concretos, e criarmos mini projetos. Devagarinho a gente quer chegar bem longe, bem alto!
Pq afinal de contas, o q é mesmo q a gente quer de 2012?
Sermos bem felizes!

Beijos da Taís.

quarta-feira, fevereiro 15, 2012

Quase no fim!



“Cuidado com seus pensamentos pq eles se tornam palavras
Cuidado com as suas palavras pq elas se tornam ações
Cuidado com as suas ações pq elas se tornam hábitos
Cuidado com seus hábitos pq eles se tornam o seu caráter
E cuidado com o seu caráter pq ele se torna o seu destino.
O que nós pensamos nos tornamos.”
Do filme "A Dama de Ferro"

Não vou falar sobre filmes hj. Vi "A Dama de Ferro", adorei e só. Mas tive que copiar essa citação do filme. É "O Segredo" explicado de forma bem concreta. Gostei mto.

Ontem, eu fiz a minha receita da semana: Torta de Frango no Liquidificador. Achei por aí na internet, nem sei como cheguei lá. Teria ficado mto bom, mas eu errei no sal de novo... Eu fico com medo de salgar e acabo deixando sem. Mas o namorido elogiou mto.



Essa receita não mto light me fez lembrar que preciso voltar urgentemente aos exercícios. Na última semana, eu estalo toda cada vez que me me mexo. Deve ser pq eu não faço exercício nenhum desde o início do verão. Com esse calor não dá vontade de fazer nada. Fora que as opções diminuem mto. Só dá pra caminhar a noite ou de manhã mto cedo. Pensei em fazer alguma coisa na piscina mas isso depende do tempo tb... Haja paciência. Hj acho que vou tentar a piscina. Parece que o tempo vai ajudar. Minha ideia é, além de tomar um sol, caminhar dentro da água. 

É hora de realmente correr atrás do tempo perdido, pra ver se consigo alcançar mais algum objetivo nesse nosso último mês de segunda fase. (tempo passa rápido).



E está sendo mto boa a nossa segunda fase. Pra mim foi e eu acho que pra mana tb. Acho que no final vamos atingir um número menor de objetivos, mas a ideia foi traçar menos objetivos e mais concretos. Assim pudemos nos dedicar ao que era realmente importante.

Pra mim, só a tão sonhada carteira de motorista já teria valido os seis meses. Mas eu consegui mais do que isso: a temida consulta com o dentista, conheci lugares diferentes, tô engrenando na dieta financeira, tenho cozinhado a minha receita nova toda semana (às vezes mais de uma por semana) e quero ainda nesse mês ficar firme nos exercícios. Depois do carnaval, ou no máximo, início de março, quero marcar os peelings com o dermatologista e fechar tb esse objetivo (não foi desleixo, tava esperando o fim do verão). Acho que ainda dá tempo tb de correr atrás do objetivo da maquiagem. Quem sabe um cursinho?



Mas não nessa semana. Estou cuidando da minha viagem de carnaval com o namorido. Nesse exato momento, estou baixando músicas pra gente escutar no carro (viagem longa) e organizando a playlist. A minha lista vai ser baseada nessa.

E vc? Vai viajar no carnaval? Como vão seus planos pra 2012?
Conta pra nós.
Beijinhos,
Paula


segunda-feira, fevereiro 13, 2012

Life goes on



"Hoje estou feliz
Acordei com o pé direito
E vou fazer de novo
Eu vou fazer muito bem feito"
Dias de luta, dias de glórias - Charlie Brown Jr.

Eu continuo na batalha. Uns dias são melhores que os outros é bem verdade. Mas o bom é que não tenho sentido mais aquela sensação do início de que está tudo errado. Porque não está. Tudo está melhorando mto. A sensação que eu tenho tido nos últimos tempos é de força. Como se eu fosse capaz de superar qualquer coisa agora. E isso é ótimo.



Sigo no meu projeto meio "Julie & Julia" de assistir todos os filmes do Oscar. Contei sobre isso pra uma amiga na sexta-feira e ela disse assim: "Oscar?? Não conheço esse seriado. Nunca vi." hehehe Não por ela ser loira (tb sou), mas pq aqui na minha cidade as pessoas parecem ignorar totalmente a existência do Oscar. Me sinto meio boba, às vezes, com esse item da lista, mas agora já prometi e vou continuar. Terminar é o que importa. A sensação do dever cumprido.

Na sexta, vi "War Horse". No início do filme, achei que ia amar. Depois, me deu sono... Me desinteressei total no filme. Se não fosse a minha lista, teria desligado a TV... Tenho certeza que todo mundo já viu na sessão da tarde algum filme sobre cavalos. Eles tem sempre o mesmo roteiro: a criança encontra o cavalo, que é bem arisco, consegue domá-lo, ficam super ligados, daí acontece alguma coisa que separa os dois, a criança não se conforma e acaba conseguindo reaver o cavalo no final. Esse é basicamente isso tb. Não gostei. A fotografia é linda. O filme tem cenários maravilhosos. Mas nada que valesse a história.


O filme de ontem tb tinha um roteirinho manjado... Falava sobre times de beisebol. Já imaginou a história, né? Isso mesmo! A velha história do time que só perde, mas tem um treinador determinado e incompreendido, que faz de tudo pra levantar o time, apesar da descrença de todos. Moneyball era o filme. Achei quase tão ruim qto o Cavalo de Guerra, mas um pouco menos entediante. O namorido gostou.

Meu namorido encarnou total o marido da Julie do filme tb. hehehe Ele escuta pacientemente meus comentários sobre os filmes, assiste comigo, mas, no fundo, acha uma total perda de tempo, mesmo que não diga isso.


Aliás, as coisas melhoraram mto nas últimas duas semanas. Acho que aquela conversa foi fundamental pra que eu pudesse entender o modo como as coisas funcionam. Ou como ele funciona. Quando a gente consegue compreender as atitudes do outro, fica tudo mto mais fácil. Estamos indo mto bem agora. Cheios de planos e projetos.

Aliás, falando sobre planos, ver a ideia do café com a mana saindo do plano das ideias e se concretizando é realmente mto revigorante. Nada como um novo projeto pra gente se dedicar! Preenche a vida, dá esperança. Pra hoje, tenho uma papelada pra analisar. Eu e a mana dividimos metade dos papéis e cada uma está fazendo uma parte. É meio chato, mas eu tô adorando.

Nos meus planos, só um está meio emperrado: o dentista. É... de novo... Já era pra eu estar com meu aparelho colocado, mas meu dentista é um amigo, recém formado, e ele não é especialista em aparelhos. Ia colocar com a ajuda de um colega mais experiente, mas os dois se desentenderam e desfizeram a sociedade.  Fiquei na mão... Tô pensando em procurar um dentista bom na capital... Alguém tem alguma dica?

Beijinhos,
Paula

Tantas pendências...



Essas últimas semanas de emprego novo tem sido super mega exaustivas. Tanta coisa pra fazer! E ainda tou fazendo um trabalhinho por fora pro meu ex-empregador, então minhas noites tb tão ocupadas. Pra completar, meu novo emprego tem mil bloqueios de internet, e aí q fica difícil atualizar meu diário alimentar e minhas planilhas. Tô anotando meus gastos na agenda de papel mesmo e tá uma confusão!


A mana, o namorado e as amigas tem sido anjos na minha vida, pq fazem coisas pra mim q eu não tenho tido tempo de fazer.






Essa semana vai ser corrida tb, tem mtas coisas q preciso fazer pra ficar livre pra curtir o carnaval. Eu e o namorado vamos acampar e então temos q comprar um monte de coisas (a gente nunca acampou)! 

Tb quero ver se pego firme na dieta, quero emagrecer mais, quero usar minhas roupas antigas! Contei 10 calças jeans (DEZ!) que estão apertadas em mim. Tenho 15 calças (q montão, né?), então só 5 me servem, e é o q eu tenho usado. 

Ainda não fiz um mês de emprego novo e já tô pensando em mil maneiras de arrumar outro. Realmente não sei pq fui voltar pra cá, esse lugar não tem nada a ver comigo e eu sei q a possibilidade de crescimento q me abanaram é meio mentira, no final. Não vejo mto como q eu vou crescer numa empresa q é familiar. Pra mim, só parente do dono tem lugar de verdade aqui. Não é meu caso. 

Torçam por mim, pros meus planos darem certo. Vai ser tão bom! 

Eu e a mana continuamos com nosso projeto do café, pesquisando, pensando no q temos que fazer, dividindo tarefas. O melhor de ter uma irmã é isso: é poder dividir as coisas, tanto a diversão, qto o trabalho. Se tdo der certo, logo estaremos morando na mesma cidade, ou ao menos mais pertinho. 







Meu projeto pra essa semana é fazer um vision board, um cartaz com colagens, de tdo q eu tô desejando no momento, pra visualizar e acreditar. Depois prometo colocar uma foto por aqui. 

Qual seu projeto pra essa semana? Conta pra nós! 

Beijos da Taís.

sexta-feira, fevereiro 10, 2012

Os descendentes





Meu filme de ontem foi "Os Descendentes", aquele que a mana tb queria ver. Pena que não pudemos ver juntas.
Nos primeiros nove minutos de filme já me fez pensar.

"Dê aos seus filhos dinheiro bastante para fazerem alguma coisa e não o suficiente para não fazerem nada."

Disse o personagem do George Clooney. Vi uma amiga minha nessa frase... Ninguém disse isso aos pais dela...

Não é um filme que eu recomendaria pra quem perdeu pai ou, principalmente, mãe. Deve trazer lembranças mto dolorosas.

O filme em si é doloroso. Até pra mim que tenho pai e mãe vivos. É pq eu tb conheço o outro lado da moeda. Eu tenho uma filha.

É aquilo que eu digo sempre: nunca tive medo da morte até virar mãe. Pq eu não confiaria que outra pessoa cuidaria dela tão bem como eu. Pq outra pessoa não poderia amá-la como eu e não seria amada por ela como eu. Mãe é sempre uma das pessoas que a gente mais ama no mundo. Se não é a pessoa que a gente mais ama.



Também sempre disse que a mãe deveria poder deixar em testamento a pessoa que cuidaria dos filhos na falta dela. Pânico de deixar minha filha com o pai dela se um dia isso acontecesse... ou até com a minha mãe, que parece agora ter paciência pra despejar na neta todo o amor que não dedicou aos filhos.

Voltando ao filme, ele tem coisas mto boas. Adorei a atuação da menina que faz a filha do George Clooney. A trilha sonora é mto boa (cheguei a olhar se não tinha indicação pela trilha, mas não tem) e o filme se passa no Hawaii. Tem cenas em lugares maravilhosos. Ameniza um pouco a profundidade do tema.

Me surpreendeu pq é o estilo desse filme é completamente diferente dos outros indicados. Os outros são de  época, com histórias leves e divertidas. Esse é contemporâneo, pesado e reflexivo. É um filme bom, mas eu não gosto de filmes dramáticos.

E vc? Qual seu estilo de filme preferido?

Beijinhos,
Paula

quinta-feira, fevereiro 09, 2012

As dietas da minha vida



Oi! 
Taís de volta na área! 
A mana tem cuidado bem do blog? rsrsrsrs 
As últimas semanas têm sido mto, mto corridas. Mal tá dando tempo de respirar, mto trabalho. 
Mas, pelo menos, tô me sentindo menos infeliz. 
Aliás, tô feliz pq saí da casa dos 68kg! o/ 
Pesei 67,60kg na 2a! Se bem q com o q comi nos últimos 3 dias, devo ter voltado aos 68! rsrsrs 
Encontrei um lugar nessa porcaria de cidade q tem pilates! É bem caro, mas vamos fazer uma aula experimental, eu e o namorado. 


Mesmo q eu não consiga fazer 3x na semana, como eu quero, vou ver se consigo fazer uma aula e complementar com caminhadas ou uma academia. 
Assim, vou poder cumprir um dos objetivos q era voltar a fazer atividade física. 

Agora tb tô fazendo planos de decoração pra nossa casinha e pensando em viagens... sonha, Taís... férias só ano q vem... Mas como a palavra do ano é mudança, vai q... 
A mana tá vendo os filmes concorrentes ao Oscar e eu tb tenho esse item na minha lista das 101 coisas. Até agora só vi o Meia Noite em Paris, q como a mana disse é muito bom. Quero ver Os Descendentes, esse do George Clooney, parece mto bom. 
Qto a finanças, eu continuo mantendo minhas planilhas, anotando tdo q eu gasto. Só meu diário alimentar q tá meio incompleto, mas tenho tentado anotar tdo. 

Meu plano agora é dar um jeito nas minhas sobrancelhas. Sozinha. Pra cumprir meu objetivo. Tenho só tirado uns cabelinhos, mas preciso aprender.


 
Falando sobre dieta de novo, eu disse que ia fazer a Dieta Sem e tenho feito. Se vcs olharem meu diário alimentar, vão ver q tenho conseguido fazer só 3 refeições por dia. O q ainda tá meio ruim é a questão do doce só no final de semana. Ainda não atualizei o diário hj, mas ontem, p.ex, eu comi 5 bis de noite. 
Mas eu tenho conseguido evitar doces, meu problema maior mesmo, de sempre, é o álcool.! rsrsrsrs Taís bebum! Minha idéia é deixar o álcool tb só pros finais de semana. Meu namorado sugeriu q nossos special days (dias especiais) sejam sexta e sábado (dias que começam com s), e acho q é uma boa idéia, já q domingo a gente costuma mesmo ficar em casa e não é mto bom encher a cara no domingo de noite e ir trabalhar na segunda de manhã de ressaca. 

Meus objetivos de 30 dias da lista das 101 coisas tem falhado miseravelmente! Só o creme de celulite q tô usando mais ou menos... mas vou retomar esse projeto dos 30 dias mais a sério, assim q eu me adaptar ao emprego novo (ainda tô me adaptando). 

E vc? Tá cumprindo seus objetivos? Tem novidades? Eu e a mana estamos loucas pra saber como anda a sua vida! Conta pra nós! 


Beijos da Taís.

quarta-feira, fevereiro 08, 2012

Finanças, receitas e filmes



Como prometido, nesse mês, comecei minha dieta financeira. Minha situação de altos e baixos estava me incomodando mto.
Comecei anotando tudo nas planilhas e fazendo meu rancho, metade dele na verdade, pq eu estava sem o carro e não podiam entregar em casa. Então, fiz duas viagens e levei o que conseguia carregar. É impressionante como as coisas começam a engrenar qdo fazemos um rancho. Ontem, eu consegui gastar só R$ 4,00 o dia todo. E isso pq eu não resisti e comprei picolés pra mim e pro namorido, ou seja, nem precisaria ter gasto nada.
E, até agora, tudo dentro do previsto e dentro das porcentagens do Pete the planner.



E sigo firme no meu plano de diminuição de despesas. Cancelei as assinaturas de revistas (nem tinha tempo pra ler mesmo), o que me deu uma economia de uns R$ 50,00 por mês, e mudei de plano de internet, economizando mais R$ 26,90, todos os meses. É pouquinho, mas se for contar tudo o que já economizei desde que comecei a cortar gastos, acho que dá quase R$ 500,00.
E o melhor: não fiz nenhum sacrifício pra isso. Só comecei a pagar aquilo que eu realmente usava.

Seguindo meus objetivos, hoje, também fiz a minha receitinha da semana. Rápida e mto gostosa: massa a carbonara. Eu já tinha tentado essa receita antes, mas nem tinha contado, pq tinha ficado sem sal, meio sem gosto. Faltou tempero. Mas hj não! Segui e receita a risca e caprichei no sal, pimenta e noz moscada. Adoro!!!! E ficou ótimo!!!


Com brócolis e tomatinho, como acompanhamentos. Detalhe que o tomatinho foi colhido na hora, nos fundos da minha casa.

E, como falei no twitter, o filme de hj foi Hugo (A Invenção de Hugo Cabret). Sabe que os filmes que eu vi até agora tem coisas em comum? Dois dos filmes se passam em Paris. E todos são de época. Nenhum se passa totalmente na atualidade. Gostei do filme, mas achei o mais chatinho de todos. Chega a ser meio infantil até. E tem 11 indicações ao Oscar. Talvez siga a linha que o nosso amigo Guilherme mencionou no comentário do meu último post.

Pra amanhã, quero ver um filme que tem indicação pra melhor ator tb: O espião que sabia demais.

E vc? Como estão suas finanças? E seus planos de vida? Conte pra nós.
Beijinhos,
Paula

terça-feira, fevereiro 07, 2012

Minha vida é um filme baseado numa história real!



Desculpe a ausência, mas cumprir tantos objetivos traçados toma mto tempo. Perdi mto tempo da vida fazendo nada e agora tenho que correr atrás.

Fiz feriadão nesse findi. Viajamos na quarta a noite pra levar a minha filha pra passar um último tempinho com o pai antes do início das aulas. Depois, ela só vê ele em julho. Na volta, viemos passeando. Sem pressa nenhuma de chegar... Paramos em cada mirante do meio do caminho, em cada lugar que achávamos bonitinho. Conversamos mto e rimos mto. Eu adoro viajar de carro com ele.
Estendemos a viagem bastante e fomos visitar meus sogros. Passamos o fim de semana lá e foi ótimo.

Eu e o namorido viajamos bastante por dentro do estado nesses últimos dois meses. Conheci mtos lugares que nunca tinha ido. Especialmente, a minha amada serra gaúcha. Natal luz, Bento Gonçalves, Nova Petrópolis, Veranópolis... Adoro tanto... Se nossos seis meses acabassem hj, acho que poderia considerar meu objetivo de conhecer lugares diferentes como cumprido. Estou realmente bem satisfeita com os lugares que fui.



Fora isso, outra atividade vai consumir meu tempo nos próximos dias e algo me diz que eu vou adorar.
Eu adoro cinema e coloquei na minha lista de 101 coisas assistir todos os filmes indicados ao Oscar. O problema é que eles liberam a lista mto em cima da hora. A premiação já é no dia 26 e eu vi pouquíssimos filmes até agora.

Na verdade, não estava mto empolgada com os filmes. O primeiro que fui ver foi "A Árvore da Vida" que teve  indicações. E eu achei horrível!!! Vi uns 15 minutos de filme e desliguei. Minha primeira impressão foi que, se eu tomasse um ecstasy ou alguma outra coisa que me fizesse viajar mto, talvez pudesse apreciar o filme. Talvez eu tenha baixado o filme errado... sei lá.


Resolvi assistir os outros filmes e tive ótimas surpresas. 



Comecei com "Meia Noite em Paris". Meio sem esperanças pq eu nunca gostei dos filmes do Woody Allen... Que maravilha nesse caso foi quebrar esse tabu. Eu não conhecia nada da história e me surpreendi vendo os artistas antigos que iam aparecendo no filme. É um filme que tem tudo a ver com o nosso blog tb. Ele decidiu ir atrás da felicidade, ao invés de tomar valium. AMEI!!!! Recomendo mto.



Depois fui assistir "O Artista". Comecei a ver e desanimei um pouco... Filme mudo, em preto e branco, estilo daqueles filmes antigos, sabe? Mas tudo bem... Continuei assistindo e acabei amando o filme tb. Os protagonistas são de um carisma incrível. O ator principal, Jean Dujardin, é mto encantador. A história é leve e gostosa de assistir e tem uma surpresa no final. Sem falar que filmes em preto e branco tem um charme todo especial. Adorei tb!!! Recomendo com certeza.

Além desses, eu só tinha assistido alguns dos filmes que concorriam a efeitos especiais: Harry Potter (nada demais); Gigantes de Aço (bem sessão da tarde, mas gostei mto. Vale tb pq que tem o Hugh Jackman que eu amo); e o Planeta dos Macacos (gostei bastante tb). 
Já que dois seis filmes que eu assisti, só não gostei de um, acho que vai ser mto agradável cumprir esse meu item da lista. 

Gente, e a pergunta da mana? 
Repararam que desde o início desse projeto essa questão sempre vem a tona?
E como a gente vai direcionar a vida sem saber pra onde?
Os questionamentos da mana também tem me feito pensar. Eu vinha pensando sobre isso na viagem... (Namorido várias vezes me perguntou o que eu estava pensando). Pq eu tb não sei bem certo onde quero chegar. Quero ter dinheiro pra me sustentar decentemente, quero ter uma casa, um carro, viajar e o que mais?

"Fazer da vida
O que melhor possa ser
Traçar um rumo novo
Em direção ao sol
Me sinto muito bem
Quando vejo o pôr-do-sol
Só pra fazer nascer a lua"

Charlie Brown Jr. - Ela vai voltar


Tb não sei direito... mas já tenho alguns critérios que me servem de norte. Isso tudo graças ao nosso projeto seis meses pra mudar: essa jornada pra dentro de nós mesmas, limpando e arrumando nosso interior pra que coisas novas e maravilhosas possam entrar.

Mesmo sem ter conseguido tudo o que queríamos, hj já sou mais feliz. E assim quero continuar crescendo. 

E vc? Gosta de cinema? Quer ver os filmes do Oscar? O que mais vc quer da vida? Vamos descobrir juntos?
Beijinhos,
Paula




segunda-feira, fevereiro 06, 2012

A pergunta que queima!




Acho q ainda não falei muito sobre a Danielle LaPorte aqui, mas acho ela genial. Junto com a Christine Kane, são minhas musas inspiradoras. O jeito q essa mulher fala coloca fogo em qq um e vc nem precisa entender inglês! É o jeito, o olhar, a voz... eu e a mana assinamos pra receber os posts do site dela, e hj recebemos esse q é mara demais!

Chama-se "a pergunta q queima" e a pergunta é:


Q sentimento vc quer q as coisas na sua vida tenham?

Diz a Danielle: "Sentimentos são magnéticos. Por isso, se diz que se você gerar determinados sentimentos - e você tem o poder de criar qualquer sentimento que você deseja - então você aumenta o poder de seu magnetismo emocional. Mas precisamos nos libertar, soltar as imagens e adjetivos incrustadas em nossos objetivos pra maioria das coisas q a gente quer. Ajuda sermos poéticas, líricas e abstratas. Venha junto comigo!


Eu quero o meu dia seja como o jazz.
Eu quero que meu beijo tenha gosto de uma laranja recém colhida na Toscana.
Eu quero que o meu sucesso seja como a Adele deve sentir-se com o seu mais recente álbum.
Eu quero que o meu corpo me faça sentir como um animal selvagem, num campo aberto.
Eu quero que meu sorriso tenha gosto de fruta bem docinha.
Eu quero que minhas amizades sejam como óleo de sândalo, e tigelas de pipoca, e uma malha quentinha, com um pouco de vodca, servido em uma tenda vermelha.
Eu quero que o meu sistema nervoso me faça sentir como O Buda deve ter sentido quando ele descobriu o Caminho do Meio.
Eu quero que meus shows façam-me sentir como Jimmy Page tocando Kashmir, e Lady Gaga fazendo o finale de Born this Way, com alguma ternura de Leonard Cohen.
Eu quero o meu bairro me faça sentir como uma nova música de Jason Mraz.
Eu quero que a minha integridade faça-me sentir como o maior diamante do mundo.
Eu quero que o meu ganhar dinheiro me faça sentir como andar através de uma vinha, vendo a maturação das uvas, uma produção de sol e terra para produzir um vinho de luz e prazer.
Eu quero a minha palavra seja como barras de ouro.
Eu quero que o meu riso seja contagiante como o de um bebê.
Eu quero que o meu fim do dia me faça sentir como um bebê feliz e tranquilo.
Eu quero que estar trabalhando me faça sentir como uma mistura de ervas para amenizar o cansaço dos guerreiros.
Eu quero que a minha filantropia faça-me sentir como uma rainha cósmica em seu melhor dia.
Eu quero que meus desafios façam-me sentir como Siddhartha se sentiu quando o deixou o reino.
Eu quero que o meu amor seja como um segredo lindo que só ele e eu sabemos. Para a eternidade.
Eu quero que a minha escrita seja como um citrino, e um pouco de Jack Kerouac reiventado.
Eu quero que as minhas ideias sejam como o nascer do sol".

Não é lindo demais? Não é tdo q a gente quer? Como vc quer q as coisas sejam pra vc?

Vou pensar em respostas, mas adorei as da Danielle!

Beijos da Taís.

sábado, fevereiro 04, 2012

7 jeitinhos sacanas de sabotar nossos sonhos e objetivos




7 jeitinhos sacanas de sabotar nossos sonhos e objetivos

Thumbs Up“A inspiração reina na terra,” diz a Oprah.
É verdade.
Um dos propósitos do meu curso é fazer vc responder à uma velha pergunta, melhorando sua clareza e objetividade:
“Afinal... o que você quer?”
É uma pergunta q pode deixar vc sem ação.
Se vc é como a maioria dos meus clientes, vc acreditou nos seus pensamentos limitadores por tanto tempo, q vc não se dá conta q pode perguntar o q vc realmente quer e q vc tem o poder de atrair o q vc realmente quer!
Então, naturalmente, vc deve fazer umas coisinhas sacanas pra sabotar o q era pra ser uma poderosa intenção! Aqui vão os 7 jeitinhos sacanas de autosabotagem mais comuns:
#1 – “Para que.”
Exemplo: “Eu quero perder peso e ficar em forma PARA QUE eu consiga ter energia e seja feliz na minha vida diária.”
“Para que” diz:  “Não posso ter ISTO se eu não tiver AQUILO.”  É restritivo.  E intenções têm tdo a ver com expansão!
Tenha coragem suficiente pra perguntar, “O q eu realmente quero aqui?”  Se vc quer duas coisas, vc pode dividir as intenções com E e AO MESMO TEMPO. "Eu quero emagrecer e ficar em forma ao mesmo tempo sendo feliz e tendo energia na minha vida diária".
#2 – Usar um vocabulário burocrático eleva ao máximo a sua possibilidade de ter uma paralisia mental 
Exemplo: “Eu pretendo atingir um nível incrementado de estabilidade financeira com o propósito de facilitar uma maneira razoável e sólida de economizar, desenvolvendo um método de economia diária!”
Qdo vc tem uma intenção, vc está falando com a sua alma, e não com seu chefe, seus alunos, o pessoal do RH de uma empresa... A sua intenção tem q deixar vc motivado, e um pouquinho assustado (com as mudanças q ela trará). Use sempre uma linguagem fácil e simples, q motive. 
3 – Overdose de gerundismo
Example:  “Eu estarei esclarecendo pra mim mesma qual é o caminho profissional que desejo seguir e minha saúde estará melhorando enquanto isso e também estarei atraindo um novo amor.”
O universo sempre diz SIM.  E, nesse caso, ele vai dizer “Sim, sem dúvida.  Vc está esclarecendo.  E, sim, vc está, de fato, atraindo um novo amor... a qualquer momento!”
Não faça isso, não empurre seus objetivos pra longe de vc. Use sempre o presente (eu quero, eu estou, eu tenho).
4 – Atrapalhado, jogado, bagunçado...
Exemplo:  “Quero pensar bem e saber quais são os próximos passos pra minha vida, minha saúde, meu trabalho, meu relacionamento e minha conta bancária. Tb quero emagrecer e ganhar mais dinheiro e tb escrever um livro e fazer uma viagem...”
Chamo isso de "atenção espalhada”.  E o problema disso é:
Qdo vc tá assim, espalhado, nunca experimenta sucesso ou alegria completos, em NADA.
E aqui vai o q é selvagem: qdo vc foca numa única intenção, geralmente as outras coisas q vc deseja começam a acontecer, sem q vc faça esforço. (Ou vc percebe q havia coisas q vc não queria de verdade!) 
Seja chato e inexpressivo. Comece com apenas uma coisa.
5 – Tentar descobrir COMO.
Chamo isso de "A Força sem fim da Intenção", pq qdo vc decide numa intenção, vc não precisa saber COMO. 
Mas, sim, vc precisa agir. Mas vc não precisa saber COMO tintim por tintim desde o começo. Tentar descobrir COMO as coisas poderiam acontecer é apenas um jeito do seu ego tentar parar vc e colocar dúvidas na sua cabeça (e acho q isso não tem feito nada bem pra vc, ou tem?)
6 – Preocupar-se com o próprio ego.
“Não é só meu ego falando? Como vou saber q esse desejo vem das profundezas da minha alma? Se a minha intenção é realmente VERDADEIRA, MEU PROPÓSITO DE VIDA??”
Vc pode procurar o resto da vida pelo Oscar de melhor propósito de vida, ou esperar até q vc esteja "totalmente em paz". Não caia nessa armadilha. A ação q tá na sua cara é o q vc precisa fazer (mesmo q seja chato). 
Se vc não consegue ouvir sua alma ainda, comece de qq jeito. Talvez seu próprio ego traga caminhos mais profundos. 
7 – Tentar remover todos seus problemas, medos, defeitos, obstáculos...
Exemplo:  Eu pretendo me livrar de toda minha raiva e meus vícios e não vou mais deixar meu ego me controlar e nunca mais vou deixar as emoções domarem minha racionalidade. 
Cara.
Isso não vai acontecer.
Vc não tem q ficar focando nos seus defeitos e problemas só pra provar q vc não é a Pollyanna e vive "na real". 
Lembre-se: A energia sempre está aonde está sua atenção.  Qdo vc coloca seus problemas na sua intenção, vc está, na essência, dizendo "Vou dar toda minha energia pro que eu não quero e ficar esgotada". 
Mantenha o foco nas coisas que VOCÊ QUER. Desse jeito, seus problemas e obstáculos vão ir desaparecendo, cada um ao seu tempo. 

Esse textinho tem tudo a ver com o q eu escrevi outro dia, já q a terapeuta me fez exatamente a pergunta q começa o texto. Por isso quis compartilhar. Estou tentando fazer planos, e vc?


Beijos da Taís.