sexta-feira, julho 11, 2014

Só depende de você!



Eu e a mana queremos compartilhar com vcs o vídeo que uma amiga compartilhou (não sei de onde ela tirou).



Essa é a mensagem que nós queremos deixar pra vcs pensarem no fim de semana. A beleza, a felicidade e a realização vem de dentro. Não depende de produtos, pílulas, remédios. Depende só de nós mesmos.
Sejamos, então, tudo aquilo que queremos ser!
Beijinhos,
Paula

quarta-feira, julho 09, 2014

Quem é você?



Quem é vc? Quem sou eu? Vc já se fez essa pergunta? Se olhou no espelho e pensou q talvez pudesse ser outra pessoa? Já quis ser outra pessoa?

Eu já quis ser outra pessoa mtas vzs. Pessoas famosas e tb pessoas não famosas. Ter uma vida diferente.

Uma coisa q eu penso já há algum tempo é "pq eu não consigo ser aquela pessoa q eu quero ser?"

Tão difícil responder. Posso inventar inúmeras desculpas.

Mas a vdd é q nada me impede. Não tenho sérios problemas de saúde (e isso, em mtos casos, tb não impede). Não tenho sérios problemas mentais (eu acho! rsrsrsrs). Não sou miserável e nem ignorante. Qual meu problema?

Meu problema é q sou meio extremista. Então eu pego um probleminha e transformo num problemão e depois desmereço tdo, dizendo a mim mesma q não tenho direito de ter problemas ou de reclamar pq tem crianças q morrem de sede, fome e violência tdos os dias, em tantos lugares do mundo. (Dramática, eu? 'magina!).

O problema é querer tdo pra ontem. Como se a maioria das coisas não precisasse de trabalho e construção. Relacionamentos se constróem. Paixão acaba. Uma casa se constrói tijolo em cima de tijolo, as paredes não aparecem prontas de um dia para o outro. Ter um corpo sarado exige dedicação. Para ser especialista num assunto vc tem q estudar. MUITO.

Não foi do dia pra noite q a Gisele Bündchen virou A Gisele. Demorou. A mesma coisa para mtas outras pessoas. Às vzs a gente acha q o cara surgiu do nada, mas na vdd tava gramando fazia um tempão (q nem o Brad Pitt, por exemplo).

Ao menos eu consegui retomar minhas listas de coisas a fazer. Já iniciei um movimento (de novo). Eu e a mana estamos discutindo a 6a fase e nossas listas de 101 coisas (vamos criar a versão brasileira: 51 coisas, uma boa idéia! rsrsrsrs).

Agora vai!

Beijos da Taís.

quarta-feira, julho 02, 2014

6a fase! E lá vamos nós!



Eu e a mana vamos de novo! Uma nova fase! Visual novo, novos objetivos, desafios, lista de 101 coisas! Ainda não definimos o período, mas a mana já tá bem mais adiantada q eu.

Eu agora estou num impasse... o dono do apartamento q a gente mora resolveu vender o apê... não temos dinheiro pra comprar (e acho q, mesmo se a gente tivesse, a gente não compraria). Então estamos procurando outro lugar pra morar. Aí q uma amiga de uma amiga tem um apê, q tá alugando. Ele é ótimo, o melhor q a gente viu até agora, mas tá caro, sabem? Ela concordou em baixar o preço, mas mesmo assim fica ali, estourando a tanga. Mas acho super bom isso de ter contato com o proprietário, mesmo ela não tendo concordado em alugar direto, acho que sempre é mais fácil se você conhece o proprietário do imóvel que vai alugar. Então eu e o Charles estamos nesse impasse, ir ou não ir... mas o apê é mto, mto bom.

Lembram daqueles nossos posts sobre o Pete the Planner, q ele tem aquele gráfico do orçamento ideal, e nele vc gasta no máximo 25% da sua renda com moradia? Eu não tenho certeza, mas acho q estamos estourando afu essa categoria. Assim como estouramos mto a categoria de comida, seja supermercado, seja comendo fora. Na vdd, a categoria moradia tá no limite. Mas a de comida... pff... melhor nem comentar.

Eu, q tava indo super bem no YNAB, passei meses sem atualizar minha conta bancária e faturas de cartão de crédito. Estava anotando os gastos diários e só. Agora tô correndo atrás, pra colocar nossas finanças em dia. O problema foi q pra 2014 eu não pensei em nada... entrei numa onda Zeca Pagodinho de "deixa a vida me levar". Mas agora cansei disso. Quero tomar as rédeas de novo. Ter metas!

Eu e a mana ficamos super felizes q a Taís, minha xará do Vida Organizada tá lançando um livro! Estamos super curiosas!

Mas voltando à 6a fase. Decidi q não vou fixar uma meta de emagrecer tantos quilos. Eu preciso emagrecer, fato. Só q eu quero mudar minha alimentação. Q tá um lixo. Só carboidrato. Mto ruim. Quero dar prioridade pra uma alimentação mais saudável e natural. Acho q isso já vai me ajudar a emagrecer. Quero retomar uma atividade física ao menos 2x na semana. Preciso mto. Meditar.

Com a mudança, quero uma casa nova e organizada. Quero vender, doar e jogar fora mta coisa! Acho q vou fazer um bazar por aqui! rsrsrs

Também quero estudar pro vestibular. Preciso mto me organizar.

Alguém tem mais idéias?

Beijos da Taís.

terça-feira, julho 01, 2014

Re-organizando a vida



Enquanto eu não decido o que fazer do meu relacionamento, decide seguir com a minha vida, apesar disso. Comentava com a mana, outro dia, que minha situação não é totalmente culpada por eu não ter atingido os meus objetivos. Embora, isso me atrapalhe mto, cuidar da minha vida é responsabilidade somente minha e algumas coisas podem ser realizadas independentemente dele.



Quando comecei a ver o que precisava fazer por mim mesma, comecei a me dar conta de como tinha bagunçado minha vida nos últimos meses (ou anos). Depois que o namorido foi morar comigo, nunca mais li um livro. Gostava de ler antes de dormir e fica complicado fazer isso quando tem uma pessoa dormindo do lado. Trocamos por filmes, porque era uma coisa que podíamos fazer juntos. Mas eu sinto falta da leitura, da bagagem cultural que isso representa. Parece que a gente vai emburrecendo quando não lê.

Retomei, então, a leitura, com o primeiro livro que me surgiu na frente. Peguei emprestado "A Culpa é das Estrelas" da sobrinha adolescente do namorido. Vcs podem pensar que retomei a leitura com um livro bobo, mas tô achando o livrinho bem gostoso, fácil de ler, com personagens carismáticos. Li quase todo no domingo, "em uma sentada", como diz a mãe. Quero terminar ainda nessa semana.



Outra coisa que bagunçou, depois da mudança, foi a minha quantidade de sono (objetivo cumprido na segunda fase). E meu mundo simplesmente cai quando eu durmo pouco. Paciência zero e irritação cem. Nada mais funciona. O problema é que o namorido precisa de mto menos sono do que eu. Ele dorme tarde e acorda cedo com facilidade. Eu não. Por isso, é uma coisa que eu preciso melhorar. Ontem, já fui dormir antes dele.

Tb decidi retomar os estudos. Eu e a Mari nos increvemos pro concurso da SARH/RS e combinamos de estudar juntas. Estamos pesquisando apostilas na internet para dividirmos os custos. Alguém tem alguma dica?

Decaí também na atenção dedicada a minha pequena (objetivo cumprido lá na primeira fase). Tenho passado mto tempo sem paciência, introspectiva... Ela sente... Mas, ontem, já ajudei ela a desenhar uma bandeira do Brasil pro tema da escola.

Ainda ontem, fui na terapia... Sessão foi pesada. Ela me disse que seria. Estamos trabalhando os apegos e desapegos. Começamos com sonhos estranhos que eu tive no fim de semana e com a volta à infância para falar da família. Pode parecer que isso é comum em terapia e que, normalmente, se faz na primeira sessão, mas já fiz mta terapia, com mtos terapeutas e nunca tinha feito isso. Pelo menos, não dessa forma. Perdemos mto tempo, falando no pai, pq da mãe eu já tinha falado. Passamos rapidamente pelos irmãos e avós, mas acho que isso ainda é coisa que devemos retomar.



Ela sugeriu que eu questionasse meus pais sobre algumas coisas da minha infância. Não me imagino fazendo isso diretamente. Soaria como o cunhado (irmão do namorido) que faz esse tipo de perguntas no meio do almoço em família. Queria um assento ejetável da última vez que ele fez isso... mas prometi que ia pensar a respeito.

Prometi pra ela que ia pensar também nos valores e ensinamentos que me foram ensinados desde criança, em pq procuro me afastar deles e quais deles eu poderia (e deveria) efetivamente aplicar na minha vida.

Além disso, sigo na restrição total de gastos e no uso inteligente do dinheiro, com a ajuda sempre maravilhosamente bem-vinda do meu guru, Gustavo Cerbasi. As dicas dele sobre o uso inteligente do cartão de crédito mudaram minha vida.

E vc? Tb deixou pra trás alguns hábitos já incorporados? Como faz pra não esquecer daquilo que realmente importa?
Conta pra nós.

Beijinhos,
Paula


domingo, junho 29, 2014

O q te impede (2)?



Tenho uma amiga q era advogada e largou tdo pra... fazer crochet! Claro q tdo mundo chamou ela de louca. Mas ela tá vivendo mto bem, ganhando dinheiro vendendo seus crochet pro mundo inteiro pela internet.

Meu terapeuta me disse q eu idealizo o Canadá e q vou levar meus problemas comigo. Meus problemas? Vou levar a mim mesma comigo! Como eu disse pra ele: posso fazer terapia lá. Fala sério! Eu tenho falado com qq pessoa com eu remotamente tenha qq contato, pra saber tdo sobre o Canadá. Quem disse q novos ares não são exatamente o q eu preciso? Estou idealizando um cara... sei mto bem q lá tb tem problemas.

Li esse texto e concordo com absolutamente tdo! Mudar de cidade, de país, é tdo q eu preciso. E se eu não gostar? Sempre posso voltar. Não é como se eu fosse deixar de ser brasileira só por morar em outro lugar.

Resolvi fazer tb umas coisinhas: mudar o cabelo e fazer uma tatuagem. Agora quero ser regredida, como disse uma amiga ontem: vou fazer tdo q não fiz qdo adolescente (e olha q fiz bastante! rsrsrsrs). Chega de ficar pensando "no q os outros vão pensar".

Além dessa amiga q largou tdo pra fazer crochet, eu conheço uma q largou o jornalismo pela fisio e outra pela educação física. Um engenheiro q foi fazer direito. E um médico q foi trabalhar com finanças. Agora só eu q não posso largar o q faço, só eu q não posso mudar de área? Estou "idealizando"? Tenho vários amigos q moram fora, e alguns q foram, ficaram anos, e voltaram. Qual problema?

Resolvi q vou economizar o dinheiro da terapia pra o Projeto Canadá. Tinha me dado um prazo de 3 meses de terapia, e é isso q vai ser. A mana acha q não me acertei com o terapeuta. Não sei, eu gosto dele, mas acho q meu momento não é de fazer análise. Não é ele, sou eu. rsrsrsrs

Pq, realmente, o q me impede? Nada! Só eu mesma!

Beijos da Taís q amanhã tem mais Copa!

quinta-feira, junho 26, 2014

O que te impede?



Fugi de casa hj. Deixei Caio com a sogra e vim pra um dos poucos cafés decentes desse buraco onde eu moro. Espairecer um pouco. Ser mãe em tempo integral é lindo, mas também bem difícil.

Estou aqui pensando no que impede a gente de fazer as coisas que queremos fazer... Já pensou nisso? O q te impede?

Acho q no fim, tdo se resume a 2 fatores: dinheiro e coragem. Não me venham falar em tempo. Quem diz q não tem tempo, no fundo não quer, não tem coragem ou não quer admitir q não tem dinheiro.

Fiquei pensando no pq da gente se questionar tanto. Pq não fazer o se tem vontade? Pq inventar desculpas ou ouvir aquelas pessoas q sempre vão dizer q vc não pode ou não deve?

Faz quase 3 meses q estou na terapia. 1x na semana. Desde q cheguei lá estou dizendo q quero mudar de profissão. Simplesmente não aguento pensar em voltar a fazer o q fazia antes do Caio nascer. E só ontem, depois de tdo esse tempo, meu terapeuta me disse: não tinha percebido q a tua aversão era tão grande, vamos pensar noutra coisa pra vc fazer.

Ai, PORRA!!!! Estou dizendo isso desde q cheguei!!! E ele não tinha percebido???

Aí falei q me inscrevi pro vestibular de uma faculdade daqui, pra nutrição, e ele fica dizendo q é mto diferente do q eu fazia, pq quero trocar de área, pq blá blá blá... Eu não preciso disso. Mais um nay sayer.  Eu já me questiono o suficiente. Sei que faz parte da análise, mas acho q podemos analisar outras questões, em vez de ficar jogando sal nos planos q eu faço.

Frustração faz parte da vida. Se eu não gostar de nutrição, eu troco, eu largo. Se eu não gostar do Canadá, eu volto, eu vou pra outro país. As experiências igual terão sido válidas.

Eu só preciso de um empurrãozinho pra começar e minha terapia não tá ajudando. Então vou trocar de terapeuta, mas vejam: é a mesma coisa pra tdo resto: não gostou? Troca. Faz outra coisa, qual o problema?

Dinheiro a gente não tem tdo ainda, mas tô precisando mais é de coragem do q de dinheiro no momento.

Beijos da Taís.

terça-feira, junho 24, 2014

Como você quer se sentir?



Há mil anos atrás eu tava falando da Danielle La Porte pra vcs (já faz uns 2 anos). Agora ela tá ficando mais famosinha pq a Shailene Woodley, a atriz de A Culpa é das Estrelas (já viram? Achei mara!), disse q o livro da Danielle é um q está sempre na mesa de cabeceira dela.

Eu tenho o livro da Danielle faz tempo, mas não terminei de ler. Tenho um sério problema pra ler coisas em PDF no computador, gosto de livros de papel (sou dessas...). (PS. Tenho ele em inglês e posso mandar pra quem quiser ler).

Mas resolvi voltar pra idéia básica da Danielle: em vez de vc se concentrar em objetivos, concentre-se em como quer se sentir.

COMO VOCÊ QUER SE SENTIR?

Os objetivos devem ser coisas q tragam esses sentimentos, então, p.ex, quero me sentir sexy e fazer uma dieta e emagrecer vai me possibilitar isso.

Eu estava com quase tdo na cabeça, mas esqueci! rsrsrs Ai, ando terrível. Ontem recebemos um comentário num post antigo, q eu escrevi, "De cara Amarrada", e eu tenho andado assim de novo. Vixi. Menos pro meu pitoco, pra esse, sou sempre sorrisos. Mas pro mundo, em geral, eu tenho andado de cara bem amarrada.

Por isso resolvi voltar pra Danielle La Porte: pra mudar como eu me sinto. Q nem eu tô me aguentando.

Os meus sentimentos centrais, q eu quero ter são:

Contente
Sexy
Livre
Motivada
Energizada

Talvez eu pense em mais coisas, mas no momento, é isso q eu quero sentir.

E vc? Como quer se sentir?

Beijos da Taís.