terça-feira, outubro 21, 2014

E o lado bom da vida?



Pensando seriamente em tirar aquele sofá da minha casa. hehehe
Tô brincando.
Ele tem sido importante. Ajuda nos meus momentos de relaxamento.

Sabe de uma coisa interessante que a minha busca pelo bem-estar me fez perceber? Que, assim como a gente não cumpre os objetivos de vida e as coisas que precisa fazer, eu não estava investindo em um tempo real de descanso, relaxamento e prazer. Perdia horrores de tempo tentando arrumar minha casa. Tentando pq terminava de limpar a cozinha para sujar de novo fazendo a janta. A gente sabe que nada pára mto tempo limpo e arrumado. O que me dava a sensação de não ter feito nada.



Claro que a solução não é deixar de fazer, mas, sim, desencanar. Foi o que eu fiz ontem: deixei a louça na pia e sentei pra tomar tererê.

Pensei que devia começar a planejar meus momentos de lazer também, pois eles são tão importantes quanto os nossos deveres...

Foi talvez nessa ideia que, na semana passada, fixei os desafios do mês.  Não cumpri o da primeira semana que era três dias de exercícios. Naquela semana, não fiz nenhum dia. Na semana passada, fiz dois dias. Nessa semana, quero ver se faço três dias, ao menos. Começando por hoje.

Passei a semana passada toda pensando no meu desafio semanal. Qual seria a minha atitude de beleza?

Queria comprar roupas. Tinha um aniversário na sexta a noite e queria usar um vestido novo. Só não conseguia achar roupas que ficassem bem. Ainda tô to acima do peso. Aos 45 minutos do segundo tempo, achei uma lojinha perto de casa que eu nunca tinha entrado, com roupas lindas. Comprei o tal vestido e uma saia. Saí me sentindo diva.

Tão diva que comecei a achar até o meu cabelo diferente... Parece que ele cresceu e endireitou de uma hora pra outra. Será que foi mesmo o cabelo ou fui eu que passei a olhar pra ele de forma diferente? É fato que eu estou usando, sim, um produto diferente que uma amiga trouxe pra mim da Argentina.

Recomendo mto!!

Na semana passada, tb aproveitei pra colocar algumas coisas em dia: depilação, buço, sobrancelha, lavar o carro... É incrível como tudo é difícil quando a gente tá meio deprê. Arrumava mil e uma desculpas pra não fazer as coisas. Minha terapeuta diz que é desleixo. Segundo ela, você não fazer num dia ou dois pq não deu tempo, é normal, mas, qdo vc fica semanas adiando a depilação ou a lavagem do o carro que está extremamente sujo, é desleixo. Concordo totalmente. Agora, já posso marcar tudo como feito.

À exceção do mercado... Não fiz compras nesse mês. Fui totalmente contra os meus princípios e fiz comprinhas quando necessário. Tudo por preguiça de fazer a lista. Resultado: dois dias sem tomar café pq acabou. Que vergonha!

Farei hoje a lista e amanhã as compras.

E vc? Tb anda desleixado consigo mesmo? Planeja os momentos de lazer?
Compartilhe sua experiência comigo.
Beijinhos,

Paula

segunda-feira, outubro 13, 2014

Dia difícil


Uma fotinho meio já velhinha do Caio, ele já tá bem maior

Hj eu tinha dito q vinha aqui fazer de novo a semaninha do 59 seconds. Hj é o dia de fazer a listinha das 3 coisas pelas quais eu sou grata.

Foi um dia meio difícil hj. Choveu mto, esfriou, o q significa q fiquei presa em casa com um bebê de 11 meses q tá querendo caminhar, o dia inteiro. Caio tava meio chatinho hj, mto chorãozinho e bagunceiro ao mesmo tempo. Tive q ficar em cima o tempo tdo, pq ele tá impossível nas traquinagens, conseguiu puxar a toalha da mesa e quase vira tdo nosso almoço no chão.

Talvez pra outras pessoas isso seja mto tranquilo, essa coisa de parar de trabalhar pra ficar em casa cuidando do(s) filho(s). Mas pra mim não tá sendo. Eu sinto mta saudade de falar com pessoas adultas e ter minha vida, uma vida q é minha, não só de mãe. Sinto mto o isolamento social, onde moramos não encontrei mtas pessoas com bebês, então não tenho mto com quem conversar, fora o Charles e a mana (e mesmo assim, a mana é só telefone, skype e internet, pq pessoalmente, como moramos longe, não nos vemos tanto). Tenho outros amigos, mas são solteiros, sem filhos, estão noutra vibe.

Eu procuro sempre sair com o Caio nem q seja para ir no supermercado, só pra ver gente e socializar. Pq eu sou bastante social, sempre fui baladeira, sinto mta falta de sair à noite e de beber (ainda estou amamentando, então não bebo). Pra mim, dias em q fico presa em casa com meu filho, por mais q eu o ame infinitamente, são meio difíceis.

Tb pq agora parece q tdo serviço doméstico sobrou pra mim, coisa q eu sempre detestei. Esses tempos tive uma conversa séria com o Charles, pq eu não sou formada e falo 3 idiomas pra ser faxineira dos outros. Desculpa quem pensa diferente, mas não é pq estou "do lar" q a responsabilidade é tda minha, já chega cuidar do meu filho, o q é bastante cansativo. E o Charles é mto, mto desligado, pra dizer o mínimo. Daqueles que sai conversando com uma xícara de café na mão virando café por tdo. Temos tido várias brigas por causa disso, pq eu preciso de uma casa minimamente limpa (nem tô querendo organizada, né? Com criança pequena, quase impossível) pra poder funcionar durante o dia (pq tenho q fazer tdas as refeições do Caio, tenho q lavar roupinhas, tenho as gatas, tenho alguns freelas pra fazer - q vou fazendo nas sonecas do Caio, aos trancos e barrancos), e o Charles não tem colaborado mto.

Às vzs eu simplesmente odeio ter nascido no Rio Grande do Sul, terra de gente tão machista. O Charles é mto querido, amável e solidário em vários aspectos, mas no quesito divisão de tarefas domésticas, a coisa tá mto feia. Tem dias q eu faço um esforço enorme pra não telefonar pra ele no trabalho e quebrar o pau.

Mas... bom, eu vou continuar insistindo. Vamos pros agradecimentos, pra ver se me sinto melhor.

É engraçado pq, ano passado, escrevi esse post antes do Caio nascer e agradeci pelo noivo dividir as tarefas domésticas comigo... mas isso era qdo eu trabalhava. Parece q na cabeça dele, mesmo q ele não admita, já q eu não estou trabalhando (tenho freelas, mas pelo jeito não conta), a casa é minha responsabilidade e eu q me vire. Q triste.

Tá, vamos mudar de assunto. Eu hoje agradeço:

1 - pelo Meu filho. Meu raio de sol, meu amor maior, é um privilégio ser mãe de uma criatura tão linda, tão alegre, tão esperta.
2 - pelos Meus amigos. Em meus amigos eu incluo a mana, q é minha melhor amiga, companheira, confidente. Sem ela e sem meus outros amigos, eu não seria nada.
3 - pela Minha casa nova. Não é perfeita, mas é mto perto do q eu queria, e está ficando mto legal. Pela 1a vez parece q posso morar num lugar do jeito q eu quero.

E vc? Agradece pelo q?
E os maridos? Dividem as tarefas domésticas ou estamos todas sobrecarregadas?

Beijos da Taís.

quinta-feira, outubro 09, 2014

Se a gente não sabe o q fazer...




A gente recapitula! Eu tb adoro esse blog. Sempre q me perco, venho aqui e me acho. Então resolvi voltar atrás e vou refazer aquelas dicas do 59 seconds. Começo na 2a feira, de acordo com o q tá nesse post aqui.

Essa semana recebi 2 elogios e pra mim sempre é difícil receber elogios. Sempre acho q não mereço. Primeiro foi a mana q disse q eu sou "gente q faz", qdo eu tava contando das arrumações da casa nova e do quartinho do Caio. E hj foi uma amiga q veio tomar um café aqui e disse q meu bolo tava tão delicioso q vai ficar na memória dela como um dos melhores q ela já comeu e q eu sou "mto prendada". (No final, dou a receita do bolo).
Sempre acho q minha casa tá um lixo, q eu tinha q fazer cupcakes decorados e meu filho tinha q estar sempre impecável (aloca, néam? Qual criança q pode ser feliz brincando e descobrindo o mundo vai estar sempre impecável?). Talvez, talvez, eu seja mto, mto dura comigo mesma. O tempo INTEIRO, tipo assim. E pra q? Só pra tentar atingir um patamar inatingível q nem é meu, q deve ser dos nossos pais q sempre cobraram mto da gente, mas estão longe, LONGE de serem eles perfeitos (e mto menos bons pais, estão no limite do razoável, e só).

Pq se cobrar tanto? Acabo não traçando metas por medo de falhar. Nem sei se não estou repetindo algo q já escrevi por aqui. Mas talvez volta e meia a mesma ficha caia e eu acabe sem saber o q fazer com a informação. Acho q às vz fico com a mesma sensação da mana: o tempo passou, já era. Tipo... estou mto velha, não dá mais pra isso ou aquilo. Qdo volta e meia vejo exemplos de q isso é bobagem (como essa história aqui, q me encheu os olhos de lágrimas).

Se alguém me perguntar: qual teu sonho? Eu juro q não sei responder. Parece q tdo mundo tem um sonho, mas eu não sei qual é o meu. Ter um filho? Check. Casar? Check. Se formar? Check. Falar outro idioma? Check, check. Viajar pro exterior? Check. Posso morrer agora? NÃO, CLARO Q NÃO! Preciso de sonhos, me deem sonhos! (Com recheio de doce de leite, q de creme eu não gosto! rsrsrsrs)

Beijos da Taís.

A receita do bolo! É mto simples! 1 xícara de farinha, 1 xícara de açúcar, 1 xícara de manteiga (vale colocar menos se vc achar q fica gorduroso, coloque meia), 1 colher de chá de fermento químico, 2 ovos. Bata tudo, menos o fermento. Eu coloco na batedeira na velocidade máxima até a massa ficar bem homogênea, acrescento o fermento no final (lembrando sempre de peneirar tanto a farinha quanto o fermento) e aí misturo o fermento com uma colher de pau, na mão, não na batedeira. Coloque numa forma de pão untada e asse por mais ou menos 30 minutos em fogo baixo do forno. Fica uma delícia. Pro meu de hj eu acrescentei uma colher de sopa bem cheia de mel e um pedaço de gengibre bem picadinho (um pedaço do tamanho de uma ponta de dedo). (Aqui tem umas dicas sobre bolos)

quarta-feira, outubro 08, 2014

Desafios de outubro



Oi, gente!

Sei que já disse isso aqui, mas não me canso de repetir: adoro esse blog! Sempre que me sinto perdida , venho pra cá e redescubro o rumo. Ele é o nosso plano de vida!



Tentando recolocar a vida nos eixos, descobri que já cumpri o item número 50 da minha lista de 51 coisas em 501 dias!

Descobri também que cumpri todos os desafios que eu tinha traçado pro mês de setembro! Apesar de ter acabado com meu emocional, setembro foi um mês produtivo. Daí, quis traçar os objetivos pro mês de outubro. Pareceu impossível pq, ultimamente, tudo é desafio pra mim... até as coisas mais básicas. E as expectativas são baixíssimas. Resolvi respeitar essas questões ao fixar os desafios:

Desafios semanais Outubro:
06 a 12 - Três dias de atividades físicas (recomendação médica); (NÃO CUMPRIDO)
13 a 19 - Atitude de beleza (fazer alguma coisa que me faça sentir mais bonita) CUMPRIDO!!!!
20 a 26 - Atitude de felicidade (fazer alguma coisa que me faça sentir mais feliz)
27 a 02 - Marcar nutri pra mim

Na sexta passada, fui numa psiquiatra que minha terapeuta indicou. A médica me deu felicidade em pílulas. hehehe Meu diagnóstico é de ansiedade excessiva. Sempre fui contra esse tipo de medicação. Sempre achei que a gente tem que atacar aquilo que nos faz mal e não tomar remédio pra nos ajudar a conviver com isso. Ainda assim, como a coisa tava realmente feia, comecei a tomar o remédio nessa semana. Ainda não senti nenhuma diferença... Nem o tão sonhado efeito de diminuição da fome e melhora do sono. Vai acabar ajudando no meu objetivo de dormir mais.

Pretendo ainda refazer a lista de 100 coisas que me fazem feliz. E quero ficar o menos possível em casa. Tô precisando de mais tempo sozinha.

E vc? Quais seus planos para melhorar sua vida nessa semana?
Beijinhos,
Paula




quarta-feira, outubro 01, 2014

O preço da desorganização



Oi!
Voltei quase com uma história trágica p/contar.
Tem gente q acha q ser organizado não vale a pena. Q é bobagem, perda de tempo. Mas eu (e acho q a mana tb), estou totalmente convencida de q ser organizado pode salvar não só a sua vida e o seu tempo, como tb a vida dos outros.
Desde q a gente se mudou, já faz um mês, estou me amarrando pra chamar alguém pra instalar telas de proteção no apartamento, com a desculpa de q o Caio não tá caminhando ainda, então não tem perigo.
Mas como algumas pessoas q acompanham o blog há mais tempo talvez lembrem, eu adotei 2 gatinhas há um tempo atrás. Elas são mto queridas e tranquilas, então não tinha me preocupado com elas.
Só q no final de semana, uma delas estava no parapeito da janela e o Caio viu e deu um grito. A bichinha se assustou e cataploft! Se foi 4 andares abaixo! Eu quase morri do coração (e o Caio achou mta graça, não entendeu o q aconteceu), larguei ele no berço e me desabalei escada abaixo achando q ia chegar no térreo e encontrar a bichinha morta estatelada. Mas gatos, graças a Deus, têm 7 (ou 9?) vidas, e cheguei lá, ela estava subindo escada miando muito, totalmente assustada, tadinha.
Claro q eu levei no veterinário, igual, pra ver se estava mesmo tdo bem. Ela podia ter uma hemorragia interna, uma fratura... Com diária da clínica, ecografia e radiografia, gastei R$370!!!! Totalmente imprevistos no orçamento. Foi mais ou menos o q gastamos qdo colocamos telas no apartamento antigo (tinha sido R$400,00). Ou seja: paguei BEM caro por ser procrastinadora e desorganizada. Se eu tivesse anotado na agenda um compromisso de ligar pro cara no dia seguinte da mudança, essas telas já estariam instaladas e eu não teria tomado esse susto e nem esse golpe na carteira.
Tô precisando mto me organizar. Com essa história da mudança e da viagem, acabamos gastando mto dinheiro. Não estamos devendo pros outros, mas estamos devendo pra nós mesmos, pq gastamos dinheiro q era da poupança e q não era pra ser gasto agora. Então, dieta financeira DJÁ!

Beijos da Taís.

terça-feira, setembro 30, 2014

Listas e mais listas





Ainda estou aqui tentando seguir em frente.
E esperando alguma coisa que solucione magicamente todos os meus problemas. Uma abdução talvez... Minha terapeuta diz que isso não vai acontecer... hehehe
Ela diz  tb que é impossível viver e ser imune às influências externas... Será? E o que a gente faz então? Não deu tempo de perguntar.
Me mandou fazer uma lista. A mais difícil de todas. Os motivos pelos quais ainda é bom o meu relacionamento. Os ruins foram uma lista longa e fácil. Os bons foram exatamente a metade... Não tenho mais esperanças, expectativas... Só frustrações.

Acho que, no meu caso, a depressão é um fato. Às vezes, penso que não quero mais viver num mundo onde as pessoas não se amam mais, onde preferem ficar sozinhas e ter relacionamentos temporários (ficar) a dividirem uma vida juntos e construírem uma família.

Tenho medo de não encontrar ninguém mais disposto a se relacionar comigo, se terminar com ele.

Mas o fato é: considerando tudo que me falta nesse relacionamento, será que ele está disposto a se relacionar?

Talvez o segredo para diminuir as influências externas seja evitá-las.
Por exemplo, evitar o incômodo mensal com o DIU tirando ele ou substituindo por aquele com hormônio, o que seria o mais sensato.

Hj, eu tô realmente um bagaço por causa da cólica...

É início de mês e eu ainda preciso fazer a lista de supermercado do mês, atualizar as planilhas de despesas, pagar as contas mais urgentes, fazer o planejamento do próximo mês e terminar de ler o meu livro do mês:"O livro dos cinco anéis", do Musashi...


E nenhum ânimo.

E vc? Me salva nessa hora? hehehe
Beijinhos,
Paula

sexta-feira, setembro 26, 2014

Voltei! De novo!



Só pra avisar q hj é sexta! rsrsrsrs
Fiquei sem internet. Mudança não é nada fácil. Sei lá o q houve, levou dias pra arrumarem.
Ando sem pique, confesso.
Essa semana tive uma noite Bridget Jones, pranto junto com uma caneca de sorvete... Deprimente.
Não tenho conseguido fazer mta coisa.
Essa foto aí em cima é do meu panceps! rsrsrsrs Nessa fase quero emagrecer. Estou pesando 80kg! É mto! Antes de engravidar eu tava nos 66/68kg. Parece q ainda estou grávida.
Acho q vou mudar alguns dos objetivos e tb a lista de 51 coisas.
O q vai ficar, certo, é o emagrecer os 6kg. O q é completamente viável.
Estou lendo o livro do Deepk Choprah - Perfect Weight (Peso Perfeito). É bem interessante, fala bastante sobre medicina Ayurvedica, q é algo q eu sempre tive curiosidade. Mas não estou conseguindo colocar mto em prática as sugestões dele. Estou mto desorganizada, essa é a vdd.
Comecei a ler o livro de organização q eu já tinha mencionado, mas a autora quer q eu faça um diário e isso tem sido um problema há bastante tempo... o q será q há? Q não consigo escrever? Parece mesmo um medo de encarar meus sentimentos e pensamentos, pq no papel é mto mais íntimo do q aqui...
Bom, um bom findi pra tdo mundo.
Espero fazer umas organizações em casa nesse findi e voltar com mais gás semana q vem!

Beijos da Taís.