quinta-feira, novembro 06, 2014

A vida q a gente quer



Ontem de noite eu tava pensando nisso... tanta gente fala em sonhos, na vida q quer... "Como conquistar o q vc quer", "O Segredo", "Como conquistar isso ou aquilo", "Atinja suas metas, sonhos, potencial"... Mas e o q a gente faz qdo não sabe bem o q quer? Qdo não se permite sonhar ou mata os sonhos antes q eles realmente nasçam?
Acho q isso tem sido meu problema há mto tempo.
Se eu parar pra pensar, tenho uma vida mto boa, "abençoada", pra usar essa palavra tão na modinha do feice. Casei (mas não fizemos festa e, na vdd, nunca consegui imaginar direito um casamento dos sonhos... sim, gostaria de casar de branco e fazer festa, mas não consigo imaginar, entendem?), tenho um filho lindo e saudável, um marido ótimo (com defeitos, claro, q ninguém é perfeito), um apartamento legal (é alugado, mas é mto bom), tenho saúde (um pouco baleada, mas talvez por relaxo meu), tenho inteligência, tenho amigos, tenho a mana, livros, coisas... Só q mtas vzs fico com aquele gostinho amargo na boca, como se faltasse algo, q eu não sei dizer o q é.
E eu começo coisas e não termino. E fico desanimada. E fico pensando q a vida não tem sentido nenhum e eu sei q vai vir alguém dizer "mas vc tem um filho!". Gente, filho é ótimo, é maravilhoso, mas não é tudo! E se quiserem me xingar por me sentir assim e pensar assim, tdo bem. Eu fico pensando q não quero passar essas coisas pro Caio, q não quero q ele veja a mãe assim, se sentindo uma inútil.
Fico pensando como essas pessoas q estão sempre sorrindo e acordam cedo e fazem mil coisas conseguem motivação. Quais os sonhos delas.
Pq eu nunca sei direito dizer quais são "meus sonhos". Vou botar a culpa nos nossos pais, claro. Mamãe sempre dizendo q primeiro a gente tinha q "arrumar um ganha pão" e "viver os sonhos depois da aposentadoria".
E eu não consego fazer nem uma coisa nem outra. Nem arrumar o tal ganha pão (um bom mesmo, q viver de empreguinho e frila ninguém merece), nem ter sonhos, pq eu aprendi q só podia ter sonhos depois da aposentadoria (e ainda falta uns 30 anos!).
Me peguei pensando nessas coisas ontem de noite. Pensando no q eu quero da vida. Acho q devo ter falado já sobre isso aqui. É mto fácil saber o q a gente não quer, mas pra se saber o q se quer, já não é tão fácil. A terapeuta disse q eu não tomo partido de nada, não me envolvo, tenho mil idéias e não coloco nenhuma em prática, por medo de perder as outras, q parecem igualmente boas. E acho q ela tem razão. Tdo por medo de fracassar, de ser responsável... E parece cada vez mais difícil vencer isso.
Então fiquei pensando em fazer uma lista. Uma lista das coisas q eu quero pra minha vida, dos meus sonhos, por assim dizer.
Pretendo publicar aqui em breve.

Beijos da Taís.
Comentários
6 Comentários

6 comentários :

  1. Sempre digo que devemos realizar um sonho grande por ano e vários sonhos pequenos ao longo do dia. Almejar o inalcançável nos faz desistir.

    K!

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Taís! Li todo o blog de vocês e sempre estou de olho nas atualizações. É incrível como me sinto parecida com vocês, um tanto com você e outro tanto com a Paula. É difícil descobrir o que se quer da vida ou como fazer pra chegar onde almejamos e, de certa forma, vocês me ajudam a ter mais vontade de melhorar e alcançar meus sonhos. Mesmo que não nos conheçamos pessoalmente, sinto como se vocês fossem minhas amigas e como é bom poder compartilhar a vida com vocês! Beijos! Força, pois tenho fé que vamos passar por cima das dúvidas e incertezas e vamos alcançar tudo que queremos e merecemos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, querida! Q legal q vc gosta do q a gente escreve! Queremos mudar, queremos dar força pras mudanças dos outros. Vc tem blog tb? Se tiver, deixa o link. Beijos.

      Excluir
  4. Oi, Taís! Eu te entendo muito bem!!
    Eu também me sinto muito perdida às vezes (agora, mais do que nunca)... estou quase chegando nos 30, não me encontrei profissionalmente, não sei quais são os meus sonhos... é complicado... desde que meu filho nasceu eu parei de trabalhar, mas de todos os lugares onde trabalhei, tem só um que eu sinto um pouco de saudades... tenho sonhos como qualquer um, ter casa própria, viajar muito, dar um bom sustento pro meu filho, mas e aí? O que mais?
    Eu queria realmente me encontrar profissionalmente, mas não tenho nem ideia do que eu poderia fazer... é complicado mesmo...
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tamo junto! Vamos descobrir! Me passa seu e-mail?

      Excluir

Adoramos saber o que você pensa! Compartilha com a gente!