quarta-feira, novembro 14, 2012

“O lado escuro da lua”



                                             
Sempre tem alguma coisa errada
Às vezes o que sobra é o que nos falta
Algo que não vemos não sentimos
Tudo que não temos mas nós fingimos

Eu quase fiz o que eu queria
Eu quase tive algo que eu podia
De novo esse quase, esse sempre, esse nada
Comigo nessa longa e tortuosa estrada

(refrão)
Correndo como um louco 
Falta sempre muito pouco
Pra se perder a razão

De olhos fechados 
No meio da sua rua
Sonhando acordado 
No lado escuro da lua

De olhos fechados 
No meio da sua rua
Sonhando acordado 
No lado escuro da lua

Copo meio cheio, copo meio vazio
O corpo só esquenta quando o ar é frio
Não quero me lembrar que não faz sentido
Nem me arrepender de não ter vivido

A vida é longa, a vida é curta
Quando todos falam e ninguém me escuta
Cegos que não sabem para onde vão
Aqui está mais um nessa multidão

(Refrão)
Correndo como um louco 
Falta sempre muito pouco
Pra se perder a razão

De olhos fechados 
No meio da sua rua
Sonhando acordado 
No lado escuro da lua

De olhos fechados 
No meio da sua rua
Sonhando acordado 
No lado escuro da lua

Eu tinha sede me deram gasolina
Não peço nada me dão menos ainda
Acho que não entendi direito 
A perfeição do imperfeito
Eu me queixo 
Eu me arrependo
Eu me revolto 
Eu me rendo
Querendo o que não podia ter sido 
Ser feito de aço e não de vidro

(Refrão)
Correndo como um louco 
Falta sempre muito pouco
Pra se perder a razão

De olhos fechados 
No meio da sua rua
Sonhando acordado 
No lado escuro da lua

De olhos fechados 
No meio da sua rua
Sonhando acordado 
No lado escuro da lua

Link: http://www.vagalume.com.br/capital-inicial/o-lado-escuro-da-lua.html#ixzz2C6IiXpdA

Os grifos são meus.


Me identifiquei mto qdo ouvi essa música. Acho que é uma música que fala do mundo atual e das expectativas que a gente tem da vida. Essa sensação de que a gente fica sempre no quase: quase consegui, quase cheguei a tempo, quase fui feliz. E a gente segue vivendo de expectativas, com a impressão de que não se consegue nada de verdade.

Quem nunca sentiu isso?

E aquele outro trecho que diz sobre as coisas que a gente faz e parecem não ter nenhum sentido? Aquela crença que a gente tem (e eu mesma mencionei isso várias vezes aqui) de que tudo depende da maneira com que vc olha as coisas (“copo meio cheio, copo meio vazio”). Até que ponto isso não é posto na cabeça da gente pra nos contentarmos com o quase?

No final, mais expectativas. Quando a gente precisa de alguma coisa, nos dão outra completamente diferente ( e há quem diga que devemos ficar felizes pq, ao menos, ganhamos alguma coisa). E, quando se pede o que se precisa, parece que o mundo ainda é mais cruel, e daí mesmo que não recebemos nada, como se pedir fosse pecado.

Quem nunca sentiu isso que atire a primeira pedra. Hehehe

E há tanto de verdade nisso tudo. Tem horas que a gente perde a vontade de viver nisso tudo, né?
Mas, sabe, acho que isso tudo é resultado da nossa falta de atitude, do nosso comodismo diante da realidade que não nos agrada.  E, quando agimos, somos motivados por um desespero tal que torna mto mais fácil “colocarmos os pés pelas mãos” como se diz e tomarmos a atitude errada. Como eu e a mana estávamos tão desesperadas qdo começamos esse blog que mal conseguíamos saber aquilo que realmente queríamos, entende?


Outro exemplo foi aquela situação do boneco da copa em Porto Alegre. O povo revoltado saiu agredindo o tal boneco, como se agredir o símbolo de alguma coisa pudesse agredir a própria coisa que os incomoda. Não sei se vcs concordam comigo, mas eu acho que o caminho não é esse.

A vida da gente e o nosso mundo precisam de mudanças profundas. Acho que disso ninguém duvida. Mas isso deve ser feito com ações eficazes, que atinjam o seu objetivo.
E começa na nossa própria vida.

Como vamos mudar nossa realidade, se eu ouvi uma pessoa outro dia dizendo que pra ela emagrecer só se nascesse de novo? E olha que ela não tem problemas de saúde, nem obesidade mórbida. Uns poucos quilinhos fariam toda a diferença, mas a pessoa nem quer tentar.

As pessoas, hj em dia, não querem ter trabalho. Acham bonito culpar a burocracia, enqto não entendem que boa parte da burocracia é pra nossa própria segurança. Não se leva mais nada a sério. Não se assume responsabilidade.


Usando uma metáfora bem simples, citada pelo namorido: “Pra chupar a laranja, tem que descascar primeiro.” Nada vem sem esforço e trabalho e, infelizmente, nós teremos que trabalhar mais pelo mundo por causa do descaso de outras pessoas. Talvez nossos filhos tenham que trabalhar mais ainda.

Eu vou ensinar a minha filha a lutar pelo que quer, a não desistir, a morrer na peleia.
Bora levantar da cadeira e ir a luta, minha gente! Dá trabalho, mas vale a pena.

E vc? O que tem feito pra mudar sua vida e o mundo ao seu redor?
Beijinhos,
Paula
Comentários
4 Comentários

4 comentários :

  1. Respostas
    1. Oi!!!
      Fico feliz que vc tenha gostado!
      Beijinhos,
      Paula

      Excluir
  2. Tava ouvindo essa música essa semana, eu já piro em Capital Inicial, ai quando vem uma música que parece nos descrever, já imagina né?
    Beijinhos flor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Vanessa!
      Eu tb adoro eles! Impressionante como eles conseguem colocar a realidade numa letra de música. Mto bom!
      Beijinhos,
      Paula

      Excluir

Adoramos saber o que você pensa! Compartilha com a gente!